AnaMaria
Famosos / Susto

Anitta é internada com infecção alimentar no Rio de Janeiro 

Cantora ainda não tem previsão de alta

Da Redação Publicado em 18/02/2021, às 08h07 - Atualizado às 08h07

Anitta está sob cuidados médicos à base de remédios e hidratação - Instagram/@anitta
Anitta está sob cuidados médicos à base de remédios e hidratação - Instagram/@anitta

Anitta deu um susto nos seguidores, na última quarta-feira (17), quando foi revelado que ela estava internada no Rio de Janeiro (RJ), com uma infecção alimentar. 

A assessoria da cantora afirmou, em nota nas redes sociais, que a morena passou mal em casa, foi submetida a exames e está sob cuidados médicos à base de remédios e hidratação desde a última terça-feira (16). No entanto, não foi informado o local onde a artista está internada. 

Após rumores, o irmão de Anitta, Renan Machado, negou que ela esteja com coronavírus. “Vim esclarecer que não é covid. Assim que ela chegou aqui, ela foi testada, deu negativo. Está sendo tratada. Está tudo certo. Estou vindo aqui para pedir um pouco de respeito a ela para que se recupere bem", disse nas redes sociais. 

Vale destacar que a morena agitou a web nos últimos dias com uma live de seu bloco de Carnaval e com as gravações do reality show 'Ilhados', em que reuniu 10 amigos em uma ilha por três dias, com direito a provas e desafios. 

LÍDER EMERGENTE
Além disso, também na última quarta-feira, Anitta foi incluída na lista das 100 líderes emergentes globais, elaborada pela revista americana Time. 

A publicação ‘TIME 100 NEXT’ nomeia os principais nomes em ascensão no mundo dos negócios, entretenimento, esportes, ciência, política e saúde. 

Vale mencionar que essa não foi a primeira aparição de Anitta em um ranking de popularidade. Em 2013, a funkeira já havia sido considerada uma das 100 pessoas mais influentes pela revista Forbes Brasil. 

Na lista da TIME, também marcaram presença as cantoras Dua Lipa e Doja Cat, o duo Chloe x Halle e o político brasileiro Guilherme Boulos. Segundo a revista norte-americana, Boulos ganhou relevância ao unir a esquerda brasileira nas eleições municipais de São Paulo, em 2020.