AnaMaria
Famosos / Religião

Anitta participa de rito em terreiro e posa com babalorixá: ''Meu pai’’

Anitta publicou um registro usando roupas tradicionais do Candomblé, incluindo fios das contas de seu orixá

Da Redação Publicado em 14/12/2021, às 13h31 - Atualizado às 13h32

Anitta publicou registro raro com roupas tradicionais do Candomblé - Instagram/@anitta
Anitta publicou registro raro com roupas tradicionais do Candomblé - Instagram/@anitta

Anitta arranjou um tempinho na rotina corrida - que inclui shows, gravações de clipes e muitas pontes aéreas entre Rio de Janeiro e Miami - para participar de um rito no terreiro de Candomblé que frequenta há oito anos

No espaço, localizado em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, a artista ainda posou ao lado de seu babalorixá, Sérgio Pina. Para quem não sabe, o babalorixá é o sacerdote responsável pelo templo, chamado de “pai de santo” (“babá“ significa pai em iorubá).

Na imagem, publicada em seus Stories do Instagram nesta terça-feira (14), a artista surgiu, pela primeira vez, usando as roupas tradicionais de sua religião: as longas blusas e saias brancas, de estilo baiano. Sem maquiagem e bastante sorridente, a famosa ainda usava além dos fios de conta de seu Orixá de cabeça, Logun Edé, filho de Oxum e Oxóssi.

"Encerrando o ano. Te amo, meu pai, Sérgio Pina”, escreveu a famosa. 

AJUDA EM ENCHENTE
Anitta e outros famosos se mobilizaram para ajudar as vítimas das enchentes do sul da Bahia. Na última sexta-feira (11), Whindersson Nunes pediu para que alguém lhe ajudasse com um helicóptero para prestar socorro a população. Prontamente, a artista atendeu ao humorista. 

Embora a cantora não tenha anunciado sua colaboração nas redes sociais, o humorista fez questão de agradecer. "Anitta com duas ligações ajudou mais do que um bando de rico nojento que me oferece jato pra me buscar em festinha e, na hora de pedir a mer** de um helicóptero, faz de conta que não entende a gravidade do que a gente fala. Enfim, obrigado, Anitta. De coração", escreveu.

Vale lembrar que a cantora afirmou que estava a par do que estava acontecendo no estado. Desta forma, Whindersson aproveitou para explicar a situação da Bahia. "A chuva levou as estradas e, na cidade, está impossível de transitar. Acho que a solução seria helicóptero pro resgate de pessoas ilhadas e pra levar doações. Tem gente só com a roupa do corpo. Estamos mandando dois, mas um pra atender as aldeias indígenas seria top demais", disse ele.

Jucuruçu e Guaratinga são os municípios mais afetados pelas chuvas. Isso porque os rios Gado Bravo e Jucuruçu transbordaram, fazendo com que as cidades ficassem inundadas.