AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Após boicote de bolsonaristas, restaurante de Paola tem fila na porta

Boicote online coordenado por bolsonaristas não afeta movimento de restaurante de Paola

Da Redação Publicado em 24/05/2022, às 18h32

Boicote online de bolsonaristas não afeta restaurante de Paola Carrossella - Instagram/@paolacarrossella
Boicote online de bolsonaristas não afeta restaurante de Paola Carrossella - Instagram/@paolacarrossella

Após Paola Carossella fazer críticas aos eleitores de Jair Bolsonaro, afirmando que quem apoia o presidente é “escroto ou burro”, surgiu uma enorme quantidade de avaliações negativas para o seu restaurante, o ‘Arturito’. No entanto, nesta terça-feira (24), tinha até fila de clientes para consumir no local.

O estabelecimento, que fica em Pinheiros, na cidade de São Paulo, contou com lotação. Para se ter ideia, o tempo para conseguir uma mesa para duas pessoas no restaurante era de 40 minutos. 

Além do almoço desta terça, as reservas para sexta, sábado e domingo já estão esgotadas. Tudo isso leva a crer que o boicote sofrido pelo estabelecimento de Paola, o qual foi coordenado por grupos bolsonaristas, não influenciou em nada no movimento do mesmo.

Afinal, mesmo com uma avaliação baixa, de 1.6 no Google, que foi parar até nos assuntos mais comentados do Twitter, o ‘Arturito’ continua fazendo sucesso entre os paulistanos.

ENTENDA O QUE ACONTECEU

Paola Carosella está sendo criticada pelos apoiadores de Jair Bolsonaro após ter afirmado que quem apoia o presidente é “escroto ou burro”, em entrevista ao podcast ‘DiaCast’.

A apresentadora havia sido questionada a respeito de como lidava com os eleitores de Bolsonaro que ainda o apoiam. Paola respondeu que “é muito difícil se relacionar com quem apoia Bolsonaro por dois motivos: ou porque é um escroto, ou porque é burro”.

A chef de cozinha ainda disse que está claro que o chefe do Executivo não tem planos para o país e que “luta contra um comunismo inexistente”.

O trecho da entrevista viralizou nas redes sociais, nesta segunda-feira (23), subindo aos trending topics do Twitter, onde influenciadores bolsonaristas manifestaram a sua revolta contra a fala da argentina.

O lutador Renzo Gracie foi um dos críticos de Paola e pediu um boicote ao seu restaurante, na capital paulista. “Vai ter que voltar à Argentina", escreveu em um tweet.

Confira:

{# Taboola Newsroom #}