AnaMaria
Famosos / Às vésperas das Olímpiadas!

Após denúncia de assédio sexual, cinegrafista é demitido da TV Globo

Com 15 anos de carreira, profissional foi dispensado no último fim de semana

Da Redação Publicado em 20/07/2021, às 14h59 - Atualizado às 14h59

Jogos Olímpicos - Vicart26
Jogos Olímpicos - Vicart26

Um cinegrafista foi demitido da TV Globo no último fim de semana. De acordo com informações da Veja Rio, ele já estava à trabalho no Japão, para a cobertura dos Jogos Olímpicos,  que terão início nesta sexta-feira (23), quando foi acusado de assediar sexualmente uma produtora, hospedada no mesmo hotel em Tóquio.

Mikael Fox retornou ao Brasil no último sábado (17). A situação que ocasionou o assédio teria acontecido durante uma reunião informal com a equipe em um dos quartos da hospedagem. A informação chegou à direção da emissora, que confirmou a acusação e demitiu o profissional assim que desembarcou em solo nacional.

O Departamento de comunicação da TV Globo enviou uma nota oficial para a Veja Rio sobre o caso: “Por decisão da Globo, que não foi tomada por nenhum profissional do time que está em Tóquio, o repórter cinematográfico Mikael Fox não faz mais parte do time de Esporte da empresa. Sobre os questionamentos, a Globo não comenta assuntos de Ouvidoria, mas reafirma que todo relato de assédio, moral ou sexual, é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento. A Globo não tolera comportamentos abusivos em suas equipes.” 

CARREIRA
O cinegrafista contava com 15 anos de carreira na casa e estava em Tóquio desde o início do mês, preparando reportagens para a cobertura do grupo sobre os Jogos Olímpicos. 

Dentro da emissora carioca, Mikael já teve passagem por grandes veículos, como ‘Jornal Nacional’, ‘Fantástico’, ‘Profissão Repórter’ e ‘Globo Repórter’.