AnaMaria
Famosos / Assédio

Após denunciar caso de assédio, Dani Calabresa agradece apoio na web

Comediante se solidarizou com mulheres que sofreram assédio sexual

Da Redação Publicado em 04/12/2020, às 19h21 - Atualizado em 09/12/2020, às 10h10

Após denunciar caso de assédio, Dani Calabresa agradece apoio na web - Reprodução/Instagram
Após denunciar caso de assédio, Dani Calabresa agradece apoio na web - Reprodução/Instagram

Após denunciar supostos episódios de assédio sexual contra Marcius Melhem, Dani Calabresa surgiu nas redes sociais, nesta sexta-feira (4), para abrir o coração e falar pela primeira vez com o público a respeito do assunto. 

Na ocasião, a loira dividiu um clique no Instagram e mais tarde adicionou um novo texto na legenda do post realizado. 

Além de destacar as dificuldades que enfrentou durante o processo de denúncia, Dani agradeceu as mensagens de carinho e apoio que recebeu de fãs e amigos após a divulgação de uma reportagem realizada pela Revista Piauí, na qual relata algumas das ocorrências. 

"Obrigada pelas mensagens de apoio agradeço demais a Manô Miklos e a dra. Mayra Cotta pelo apoio. E preciso declarar aqui todo meu amor e gratidão a Maria Clara Gueiros minha amiga do meio artístico que me apoiou desde o início! Que mulher maravilhosa! Amorosa! Justa! (E hilaria!)", afirmou. 

A famosa também aproveitou o espaço para apoiar e encorajar mais mulheres que são vítimas de assédios sexuais.

"Toda minha solidariedade às mulheres que passam por isso e têm medo de denunciar. É impressionante a luta que uma mulher precisa travar pra provar que é vítima. DENUNCIEM!!!", disse. 

Nos comentários da publicação, mais celebridades fizeram questão de se posicionarem em defesa de Dani. 

"Arrasou, Dani! Admiração enorme por você! Por isso, por tudo", destacou Paulo Gustavo. "Estamos juntas sempre", disse Aline Riscado. "Obrigada Dani por ser corajosa e lutar por todas nós! Te amamos", escreveu Sabrina Sato. "Obrigada, Dani. Obrigada querida", agradeceu Eliana. "Você é incrível", elogiou Paolla Oliveira

ENTENDA
A revista Piauí soltou uma reportagem no início de dezembro revelando detalhes da investigação interna envolvendo as acusações de assédio contra Marcius Melhem, baseados nos relatos de 43 pessoas diretamente envolvidas no caso.

Segundo a publicação, ele teria tido comportamentos abusivos, tanto no âmbito moral quanto no sexual, contra algumas atrizes do núcleo humorístico da Globo, que na época era chefiado por ele.

O caso que mais chama a atenção envolve Dani Calabresa. De acordo com relatos, que foram levados para a direção da emissora, Marcius teria agarrado a atriz e mostrado sua genitália no banheiro de um bar em Botafogo, no Rio de Janeiro, no dia 5 de novembro de 2017, quando a equipe comemorava o centésimo episódio do programa ‘Zorra’. 

Após o ocorrido, aconteceram ainda outros episódios que chegaram a ser avaliados pelo setor de compliance da emissora. Marcius Melhem, vale lembrar, foi oficialmente desligado de suas funções na Rede Globo em agosto passado. 

O humorista, que trabalhava na emissora há 17 anos, estava de licença desde março oficialmente para acompanhar o tratamento de saúde da filha no exterior.

"NÃO TOLERA ABUSOS"
Por conta da reportagem da Revista Piauí, a TV Globo emitiu um comunicado oficial a respeito das denúncias de assédio sexual contra Marcius Melhem, que além de atuar em produções, também era diretor da área de comédia do canal. Na nota, que foi publicada pelo portal UOL, a emissora afirma que é contrária à qualquer tipo de assédio.

"A Globo não comenta questões de compliance, mas reafirma que todo relato de assédio, moral ou sexual, é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento. A Globo não tolera comportamentos abusivos em suas equipes e incentiva que qualquer abuso seja denunciado. Neste sentido, mantém um canal aberto para denúncias de violação às regras do Código de Ética do Grupo Globo. Por esse Código, assumimos o compromisso de sigilo do processo, assim como o de investigar, não fazer comentários sobre as apurações e tomar as medidas cabíveis, que podem ir de uma advertência até o desligamento do colaborador [...]", afirmaram. 

O comunicado declarou ainda que a Rede Globo irá investigar o caso e as denúncias realizadas serão apuradas. 

"Somos muito criteriosos para que os estilos de gestão estejam adequados aos comportamentos e posturas que a Globo quer incentivar e para que as medidas adotadas estejam de acordo com o que foi apurado. Não foi diferente nesse caso. O acolhimento e a empatia com quem relata situações de violação do Código de Ética são pontos essenciais do programa de compliance da empresa. [...] As práticas e as avaliações são revistas o tempo inteiro, assim como são propostas e acolhidas sugestões de melhoria nos mecanismos de comunicação interna. A própria sociedade está se transformando e a empresa acompanha esse processo", asseguraram.