AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Famosos / Exclusiva

Apresentadora do ‘Esquadrão da Moda’, Renata Kuerten, abre o jogo sobre carreira

Em exclusiva, Renata Kuerten fala sobre o que a moda significa em sua vida

Karla Precioso

por Karla Precioso

kprecioso@editoracaras.com.br

Publicado em 15/07/2023, às 08h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Renata Kuerten está à frente do programa ‘Esquadrão da Moda’ - Instagram / @renatakuerten /@brunicoph
Renata Kuerten está à frente do programa ‘Esquadrão da Moda’ - Instagram / @renatakuerten /@brunicoph

Renata Kuerten nasceu em Braço do Norte, no interior de Santa Catarina. Aos 14 anos, foi descoberta como modelo e, com 16, já fazia diversos trabalhos em Paris, Milão e Nova York.

A menina, que trocou a plantação de tomates pelas passarelas, com 33 anos, já tinha sido dez vezes capa da Vogue – revista considerada a ‘bíblia da moda’. Multifacetada, em 2020, fez sua estreia no rádio, no comando do extinto De Tudo um Pouco, da Jovem Pan. 

Ainda desfilou cinco vezes consecutivas como musa da escola de samba carioca Grande Rio. Na televisão, apresentou o reality Show de Noivas, no Canal E!, participou ainda do Bake Off – Celebridades, no SBT, tornando-se uma das apresentadoras em destaque na emissora, atualmente à frente do Esquadrão da Moda junto com o estilista Lucas Anderi

Mas Renata não está feliz apenas profissionalmente. Pelo contrário! Casada com o advogado Beto Senna, ela deu à luz Lorena e garante viver um momento de grande transformação, amor e aprendizado: “A maternidade é uma experiência única, que me faz crescer como pessoa e mulher. É também um desafio constante... Portanto, sem romantizar a questão, né, gente? Até porque a amamentação não é fácil, todos os julgamentos e culpas que nos envolvem, o puerpério também não... É importante ser bem realista e falar abertamente sobre as dificuldades, sem deixar de valorizar os inúmeros momentos de felicidade e realizações”. Eis aí uma mulher antenada... na moda e na vida!

Confira a entrevista completa:

Como é estar à frente do programa Esquadrão da Moda?

É uma delícia, uma honra e também um grande desafio e responsabilidade. Ali, estamos lidando diretamente com a autoestima e a imagem de muitas mulheres. E isso envolve lidar com os sentimentos – o que é muito delicado! Considero muito gratificante poder ajudar a mudar a vida dessas mulheres e mostrar para elas novas possibilidades de estilo e moda.

Um look perfeito para quando você não está em frente das câmeras...

No meu dia a dia, gosto de looks confortáveis e descomplicados, como jeans, t-shirts e tênis. Ainda mais nesse ‘momento mãe’, em que estou mais preocupada em poder sentar no chão e brincar [risos]. Também adoro usar vestidos leves e fluidos quando o clima está mais quente.

A roupa define uma pessoa?

Eu acredito que a roupa é uma grande expressão do nosso estado de espírito. Com ela, podemos transmitir mais da nossa personalidade ou do nosso humor naquele dia, por exemplo. É importante vestir o que te faz bem e se sentir confortável e confiante. Seguir os padrões de beleza impostos ou alguns modismos não é legal. Além de não fazer bem para a alma, também não reluz o visual.

Mais vale ‘estar’ na moda do que se vestir com o que te deixa à vontade e confortável?

De jeito nenhum! É superpossível estar na moda e, ainda assim, se vestir com o que te deixa à vontade e confortável. Não precisamos seguir todas as tendências. Podemos adaptá- las ao nosso estilo e gosto pessoal.

Existe gente cafona? O que esse termo diz para você?

Eu não gosto de usar esse termo, até porque ele sempre é usado de uma forma pejorativa e desrespeitosa. Cada pessoa tem o seu próprio estilo, tipo de corpo e preferências para se vestir. Isso deve ser respeitado sempre! O que pode ser ‘cafona’ para mim, pode não ser para o outro. Simples assim!

Vivemos numa sociedade em que, principalmente, as mulheres são muito cobradas pelo tal ‘padrão’ estético. Beleza se põe à mesa?

Não deveria... A beleza vem de dentro. Ela começa na nossa educação, na gentileza, no bom trato diário e cuidado com o próximo. A beleza estética funciona para determinados trabalhos e objetivos, e para alguns setores do mercado da moda e beleza também. Devemos buscar uma beleza mais ampla, que inclua ter uma boa saúde, estar em paz com a nossa autoestima e em dia com a felicidade, e não apenas ter uma boa aparência física...

E como é a sua rotina de beleza?

Eu busco cuidar da minha pele e do meu cabelo diariamente. Sempre tiro a maquiagem antes de deitar, tomo muita água e faço uso de produtos adequados ao meu tipo e necessidades de pele. Também procuro ter uma alimentação saudável, além de praticar atividade física regularmente.

Voltando ao início de tudo, você trocou a plantação de tomates pelas passarelas – sonho de milhares de meninas. Como foi isso? E qual conselho pode dar às jovens que carregam consigo o desejo de se tornarem também alguém reconhecido?

Foi uma mudança radical na minha vida. Realmente, a roça é muito diferente da passarela. Eu sempre segui o meu coração e fui atrás dos meus sonhos. O meu conselho para as jovens é que sejam inteligentes nas decisões, mas que também sigam seu coração para se dedicarem àquilo que amam. Digo mais: não tenham medo de arriscar e de enfrentar os obstáculos que surgirem pelo caminho, porque eles são muitos, hein?! Não desistam!

São 20 anos de carreira. Já pensou em desistir?

Nunca pensei em desistir. A moda é uma paixão e sempre acreditei que poderia ter sucesso na área. Como qualquer profissão, temos momentos de altos e baixos, mas acredito que tudo faz parte do processo de evolução.

Você cuida muito bem do corpo. E da mente, o que faz para se sentir bem?

Cuidar do corpo é importante, mas cuidar da mente é essencial. Para me sentir bem e feliz, faço atividades que me relaxam, como meditação e ioga. A maternidade também me acalma muito. Poder passar tempo com a Lorena, o Beto e meus filhos de patas é incrível. A família é essencial para manter o equilíbrio. E é aí que está a minha felicidade real.

Além de viver um novo momento profissional, você também mergulhou na doce rotina ao lado de sua filha. Qual a maior transformação que a maternidade trouxe para você? 

A maternidade mudou a minha vida completamente. A maior transformação, sem dúvida, foi a responsabilidade de cuidar de outro ser humano. É uma experiência única e que me fez crescer como pessoa e mulher.

Hoje se fala muito sobre romantizar a maternidade. Para você, tem sido tranquilo?

A maternidade é um desafio constante... Portanto, sem romantizar a questão, né, gente [risos]? A amamentação não é fácil, todos os julgamentos e culpas que nos envolvem, o puerpério também não… Mas eu tenho tentado aproveitar cada momento com a minha filha e comigo mesma, me redescobrindo. É importante ser bem realista e falar abertamente sobre as dificuldades, sem deixar de valorizar os inúmeros momentos de felicidade e realizações.

5 TRUQUES DA ESPECIALISTA EM MODA

Liste alguns truques de moda para as leitoras de AnaMaria, que priorizam a praticidade, já que, num único dia, exercem vários papéis: de mulher, mãe, profissional… 

  1. Investir em peças de roupas curingas e atemporais, como um bom jeans e uma camisa branca, é uma excelente dica;
  2. Apostar em acessórios, como bolsas e sapatos confortáveis e versáteis, podendo ser usados em diversas ocasiões, é outro truque certeiro;
  3. Outra dica é experimentar combinações de peças que fujam do óbvio, ou seja, misturar estampas e texturas;
  4. Também é legal escolher peças versáteis, que possam ser usadas em diferentes estações;
  5. Por último, não ter medo de ousar e experimentar novas tendências, cores, tecidos, porém sempre respeitando o próprio estilo e conforto.