Bruno de Luca sobre cena de sexo em ‘Malhação’ por engano: ''Diretor se confundiu’’

Ele teve seu segundo papel na emissora carioca aos 12 anos, como o Fabinho em ‘Malhação’

Da Redação Publicado segunda 20 setembro, 2021

Ele teve seu segundo papel na emissora carioca aos 12 anos, como o Fabinho em ‘Malhação’
Bruno de Luca - Instagram/@brunodeluca

Bruno de Luca contou detalhes curiosos sobre o início de sua carreira na TV Globo durante entrevista no ‘Podcast 1 minutinho’. Lembrou, por exemplo, que esteve presente na gravação de uma cena de sexo em ‘Malhação’, mas que, por ser menor de idade na época, não poderia estar lá.

“Os personagens eram flagrados no vestiário e o Héricles (Dalton Mello), tentava tapar meu olho e eu tirava [a mão dele]”, relembra Bruno. “A Globo teve um prejuízo com o juizado de menores, [porque] era para eu ficar na porta [e nem ver nada], mas o diretor se confundiu, fiquei amarradão na cena e fui.”

Ainda sobre o programa, o ator revelou que era muito próximo de André Marques, com quem começou a atuar na 1ª temporada de ‘Malhação’, em 1995. “Eu tinha 12 anos e o André 15. Então, imagina, para mim ele era Deus, eu achava ele a pessoa mais f**a do mundo, era meu irmão mais velho”, contou. 

COMUM NA ÉPOCA
A primeira temporada de ‘Malhação’ está atualmente sendo reprisada no canal Viva. Ele lembrou que várias cenas eram baseadas em comportamentos comuns para a época.

“Tem uma que o meu personagem chegou da escola e aí os avós dele perguntaram: ‘Como você levanta a saia da professora no colégio?’ e ele responde: ‘A culpa é dela, que vem toda se insinuando, pediu’”, relembrou, ressaltando que isso nunca iria ao ar nos dias de hoje. 

Segundo ele, as pessoas também viviam confundindo ele com seu personagem quando o encontravam na rua. “Ele era filho de pais separados e muito rebelde, não gostava de ver a mãe namorar. E eu ouvia muito: ‘criança chata’, ‘deixa sua mãe em paz’. Ouvia hate ao vivo, era hate raíz”, brincou. Questionado sobre qual crítica doeu mais, Bruno lembrou de uma situação em especial, quando foi ao cinema com a mãe e as irmãs.

“Eu ouvi uns cochichos, mas pensei que ia parar quando começasse o filme, mas começaram a jogar pipoca em mim e me xingaram: ‘Fabinho [personagem de Bruno] babaca’. Na sequência, o ator contou que sua mãe tomou as dores e respondeu a todos que estavam ali, enquanto o filme era transmitido. “Minha mãe me defendeu tipo a mãe do Paulo Gustavo”, revelou. 


 

Último acesso: 27 Oct 2021 - 08:09:26 (1150208).