AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Caçula de Juliano Cazarré terá que passar por mais uma cirurgia

Filha recém nascida de Juliano Cazarré e Letícia Cazarré nasceu com uma doença congênita

Da Redação Publicado em 30/07/2022, às 08h38

Desde que nasceu, Maria Guilhermina está internada - Instagram/@cazarre
Desde que nasceu, Maria Guilhermina está internada - Instagram/@cazarre

A família de Juliano Cazarré tem contado muito com a fé e as orações de amigos, seguidores e familiares desde o nascimento da caçula do ator e Letícia Cazarré, Maria Guilhermina. Isso porque a pequena nasceu com uma doença congênita rara - a Anomalia de Ebstein. A bebê precisou passar por procedimentos e, na última sexta-feira (29), o papai revelou que ela irá passar por mais uma cirurgia.

Por meio de uma live que ficou salva em seu perfil oficial do Instagram, Juliano contou que a pequena está melhorando, mas que ainda precisa de bastante atenção médica.

"Nossa bebê está bem, ganhando peso e mamando no peito. Ela está surpreendendo os médicos com a velocidade da recuperação. A questão é delicada, mais para frente ela deve passar pela segunda cirurgia, que é a cirurgia que vai fazer a reparação da válvula do coração dela, que é a válvula defeituosa", começou.

O Alcides de ‘Pantanal’ relembrou que ele e a esposa já sabiam que a pequena nasceria com essa doença, uma vez que foi detectada ainda durante a gestação. "Mas está tudo bem, a gente já sabia que seria assim. Rezem por ela, Maria Guilhermina", pediu.

Vale destacar que Cazarré tem feito lives todos os dias em seu Instagram, rezando com os seguidores, desde que sua filha nasceu, no dia 21 de junho. Ele pretende completar 30 dias consecutivos para concluir sua promessa de 30 dias com São José em uma Consagração. 

ENTENDA

Maria Guilhermina veio ao mundo com uma doença congênita rara — a Anomalia de Ebstein —, descoberta durante os exames pré-natais, e teve que passar por procedimento cirúrgico para corrigir o quadro.

Uma a cada 10 mil crianças nasce com essa cardiopatia, que afeta a oxigenação do sangue. Embora esta seja uma condição rara, para que a mesma possa ser identificada cedo, é muito importante que sejam realizados alguns cuidados quando o bebê ainda está na maternidade.

A Anomalia de Ebstein é uma má formação da válvula tricúspide, que está à direita do coração e é responsável por levar sangue para o pulmão, oxigenando-o. Então, quando há uma deficiência nessa válvula, há uma baixa oxigenação do sangue, caracterizando o quadro da doença.

{# Taboola Newsroom #}