AnaMaria
Famosos / Celebração

Cid Moreira comemora aniversário de 52 anos do 'Jornal Nacional': ''Fiz parte dessa história''

Jornalista esteve na bancada do noticiário entre 1969 e 1996

Da Redação Publicado em 02/09/2021, às 12h19 - Atualizado às 12h20

Cid Moreira foi um dos primeiros apresentadores do JN - Divulgação
Cid Moreira foi um dos primeiros apresentadores do JN - Divulgação

Cid Moreira, de 93 anos, foi um dos jornalistas que celebrou o aniversário de 52 anos do 'Jornal Nacional', na última quarta-feira (1º). Com uma publicação no Instagram, o veterano relembrou a época em que esteve na bancada do noticiário, entre 1969 e 1996. 

"'Boa noite'! Eu perdi a conta de quantos 'boas noites' dei aos brasileiros nessas últimas décadas!", iniciou ele. "Hoje o JN completa 52 anos e eu sempre me emociono ao lembrar que fiz parte dessa história! Um abraço a todos!", escreveu ele na legenda.

A publicação, que já acumula quase 14 mil curtidas, recebeu comentários de diversos fãs de Cid. "Grande Cid, desde a Mayrink até hoje em dia!", disse Bruno Mazzeo. "Bravo", elogiou Mateus Solano. "Lembro perfeitamente de você Cid. Grande jornalista! Merece todos os aplausos", falou uma internauta. 

Durante o tempo que foi âncora do JN, Cid teve parceiros como Ronaldo Rosas e Sérgio Chapelin. Em 2015, o jornalista voltou ao noticiário por uma noite para receber uma homenagem. 

PARTE DA HISTÓRIA

Quem também celebrou o aniversário de 52 anos do 'Jornal Nacional' foi ninguém menos que Fátima Bernardes. Nostálgica, a ex-âncora da Globo relembrou o início de carreira na atração e ainda ressaltou o valor da comunicação para o país. 

"Não é dia de #TBT, mas o Nornal Nacional está completando 52 anos e vale abrir o baú de fotos. Passei 14 anos nessa bancada e tenho muito orgulho do trabalho feito ali", iniciou na legenda da publicação, que foi ilustrada com alguns registros antigos de sua passagem pelo noticiário.

Em seguida, Fátima recordou coberturas jornalísticas e momentos importantes que o JN lhe proporcionou: "Entrevistei presidenciáveis, anônimos, famosos. Cobri tragédias e muitos momentos felizes também. Ancorei o JN da rua aqui no Brasil e no exterior. Sempre com a preocupação de levar informação de qualidade pro telespectador", concluiu. 

Vale lembrar que Fátima deixou o 'Jornal Nacional' em 2011 para assumir o 'Encontro', onde segue desde então.