AnaMaria
Famosos / Emoção

Claudia Leitte se emociona ao sair para fazer show: ''Nove meses depois''

Cantora foi às lágrimas e refletiu sobre o distanciamento social

Da Redação Publicado em 18/12/2020, às 12h55 - Atualizado às 12h55

Claudia Leitte chora ao sair para apresentação musical - Instagram/ @claudialeitte
Claudia Leitte chora ao sair para apresentação musical - Instagram/ @claudialeitte

Claudia Leitte está de volta aos palcos! A cantora resolveu falar da sensação que é fazer seu primeiro show após um longo período de isolamento social. 

Ela surgiu nos Stories de seu Instagram, na última quinta-feira (17), enquanto estava à caminho do local da apresentação. 

Bastante emocionada, ela refletiu sobre o momento. "Eu fiz muitas lives corporativas esse ano. São shows para empresas, fechados, mas todos eu transmiti de minha casa. Essa é a primeira vez que estou saindo e eu quis registrar. Primeira vez que estou entrando em uma van, nove meses depois", relatou, aos prantos.

Claudia ainda falou que ter esse contato com o público é bem diferente das famosas lives. 

"Eu dou graças a Deus que a gente tem a oportunidade de fazer lives, não só pelo benefício material, mas pela missão que nos foi dada de entreter as pessoas. Isso tem mérito, tem valor. Mas viver é sobre encontrar pessoas. Sobre estar com pessoas", afirmou.

Por fim, a estrela falou sobre as medidas de segurança, tão necessárias neste período. "Esse distanciamento que tem me separando do motorista. Eu sei que tem pessoas que já usaram desse artifício para não ficarem com pessoas, mas para mim isso é extremamente estranho. Desnecessário. Quem não tem encontros, não vive. Uma parede de acrílico que nos separa", concluiu. 

AFASTAMENTO DO 'THE VOICE'
Os fãs de Claudia Leitte ficaram surpresos com a notícia de sua saída do 'The Voice Kids', da TV Globo. 

Porém, a loira concedeu uma entrevista para Otaviano Costa no 'Otalab', do UOL. Na ocasião, ela revelou o verdadeiro motivo que a fez deixar a atração.

Segundo a artista, o fato de ela morar fora do Brasil acabou influenciando na decisão.

“Era um trâmite complicado. Saio da minha casa, pego o avião… Chegamos a conversar várias vezes. É uma questão de saúde que estamos vivendo. É um momento doido. Vimos as possibilidades e não rolou", relatou.