AnaMaria
Famosos / TÓQUIO

Darlan Romani, do arremesso de peso nas Olimpíadas, já participou do ‘Lata Velha’

Atleta contou com a ajuda de Luciano Hulk para homenagear o pai

Da Redação Publicado em 05/08/2021, às 10h07 - Atualizado às 10h07

Atleta brasileiro conquistou o público com seu carisma - SportTV
Atleta brasileiro conquistou o público com seu carisma - SportTV

Darlan Romani, atleta brasileiro de arremesso de peso, conquistou o público em suas entrevistas cheias de fofura e simpatia durante as Olimpíadas de Tóquio. O que muita gente não sabe é que o esportista contou com a ajuda de Luciano Huckpara realizar um grande sonho muito antes de chegar aos jogos olímpicos. 

Acontece que o ‘fofura das Olimpíadas’, como ficou conhecido na web, participou do quadro ‘Lata Velha’, do 'Caldeirão do Huck', no ano passado. O atleta enfrentou o desafio de performar a música ‘Ai Se Eu Te Pego’, de Michel Teló, para ter sua kombi reformada pelos profissionais do programa. 

Na ocasião, Huck revelou que tomou conhecimento da história através do departamento de esporte da TV Globo. Segundo Darlan, o valor do carro ia bem além do material, pois representava uma forma de homenagem ao seu falecido pai. “Falei: 'Mano, eu não tenho dinheiro, você passa cartão de crédito?'. Fui lá e passei R$ 3 mil, parcelei em dez vezes, mas ela não tinha motor, não tinha embreagem", contou sobre a compra do veículo. 

Tanto a apresentação quanto a reação do atleta ao conferir o automóvel renovado viralizaram na web - gerando diversos elogios e até lágrimas entre os internautas. “Esse cara foi no Lata Velha, treinava em um terreno abandonado durante a pandemia. Merece tudo de melhor!”, disse um usuário do Twitter. 

“História linda e ele sempre muito fofo!”, exaltou outra. “O Darlan é incrível e a família dele é linda! Assisti o Lata Velha com ele e chorei igual uma cabrita com a história dele”, declarou uma terceira. 

Confira: 

OLIMPÍADAS

Infelizmente, Darlan Romani ficou em quarto lugar e não conquistou uma medalha na final de arremesso de peso nas Olimpíadas de Tóquio. A competição aconteceu na madrugada desta quinta-feira (5) e foi vencida pelo estadunidense Ryan Crouser, que agora é bicampeão olímpico.

Por sua vez, o atleta brasileiro bateu na trave do pódio ao atingir a marca de 21m88 - 59 centímetros atrás do neo-zelandês Thomas Walsh, vencedor da medalha de bronze. Quem completou o pódio foi o também estadunidense Joe Kovacs. 

Vale mencionar que, além da boa colocação, a ida de Darlan aos jogos olímpicos já é uma superação por si só. Isso porque o esportista contraiu covid-19 nos últimos meses, foi diagnosticado com hérnia de disco e, devido ao isolamento social, teve que treinar em um terreno baldio perto de sua casa.