AnaMaria
Famosos / Saudades

Déa Lúcia, mãe de Paulo Gustavo, desabafa sobre saudades do filho: ''Meu protetor''

Famosa afirmou que a dor da perda é cada dia pior

Da Redação Publicado em 16/10/2021, às 11h36 - Atualizado às 11h36

Déa Lúcia fala sobre luto, netos e saudades do filho, Paulo Gustavo - Instagram/@dealucia66
Déa Lúcia fala sobre luto, netos e saudades do filho, Paulo Gustavo - Instagram/@dealucia66

Paulo Gustavo, que morreu em maio deste ano após não resistir às reações da covid-19, deixou muitas saudades. Quase seis meses após perder o filho, DéaLúcia, deu uma entrevista ao jornal 'O Globo' em que desabafou sobre a dor que ainda sente todos os dias.

“[A dor] Não acalma. É cada dia pior. Cada vez sinto mais falta dele. Paulo Gustavo era um homem com h maiúsculo. Aquele homem com quem você sabia que podia contar. Um cara bondoso. Tinha o gênio dele, como todo mundo, porque ninguém é perfeito”, disse ela.

A matriarca do artista revelou que, atualmente, seus netos, Gael e Romeu – filhos de Paulo com o médico ThalesBretas – são sua "razão de viver". Inclusive, vale lembrar que, recentemente, Déa se mudou para o Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro, para ficar mais perto dos pequenos.

Ainda na entrevista a famosa reforçou o quanto sua relação com o filho era especial. “Ele faz muita falta, era um amigão. Virou mais tarde meu protetor. No final, ele era meu pai. Fazia tudo por mim, pela família, pelos amigos, pelo Brasil. Ele fez tudo o que você possa imaginar para ajudar o próximo”, contou.

HOMENAGEM

Paulo Gustavo será homenageado pela população carioca com o ‘Dia Estadual do Humor’. A data será celebrada em 30 de outubro, data de nascimento do humorista. 

O projeto de lei foi criado pelo deputado André Ceciliano (PT) e foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro na última quarta-feira (13). Agora, a medida segue para  sanção ou veto do governador Cláudio Castro. 

O deputado relembrou no projeto, que Paulo Gustavo dizia que “rir é um ato de resistência”, portanto, no dia 30 de outubro, está proibido o mau humor. 

“Nosso objetivo é eternizá-lo no calendário oficial do Estado do Rio de Janeiro e promover uma celebração ao ato de fazer rir, reconhecendo a importância que a comédia tem na vida dos cidadãos fluminenses e a sua potência para transformar o mundo e as pessoas para melhor", declarou André. 

O político também ressaltou a importância de Paulo Gustavo na luta contra o preconceito. “A empatia e o carinho que conquistou do público também promoveram o combate à discriminação, já que Paulo conseguia por meio de humor e do riso levar uma mensagem de tolerância e respeito", completou.