AnaMaria
Famosos / ETERNO

Elenco ‘Castelo Rá-Tim-Bum’ lamenta a morte de Sérgio Mamberti

Cassio Scapin e outros atores da série prestaram suas homenagens ao amigo

Da Redação Publicado em 03/09/2021, às 10h32 - Atualizado às 10h32

Aos 82 anos, artista passou 19 dias internado com pneumonia - TV Cultura
Aos 82 anos, artista passou 19 dias internado com pneumonia - TV Cultura

Cassio Scapin foi às redes sociais prestar homenagem a Sérgio Mamberti, que faleceu na madrugada desta sexta-feira (3) devido à falência múltipla dos órgãos. Os dois trabalharam juntos em ‘Castelo Rá-Tim-Bum’, em que interpretaram Nino e Tio Victor, respectivamente. Na publicação, o ator incluiu uma lembrança da série e outra imagem mais recente, de um reencontro dos dois em 2015. 

“Hoje partiu Sérgio Mamberti ! Nosso Tio Vitor! Hoje partiu Sérgio Mamberti, um homem, um artista que lutou pelo progresso e desenvolvimento da nação brasileira, com as armas que tinha, a cultura e a arte!”, começou através do Instagram.

Em seguida, expressou sua tristeza com a morte do amigo. “Fará imensa falta a sua força! Nosso coração doido se despede com muita dor e uma grande salva de palmas! Bravos meu querido!”, disse. 

Vale mencionar que, além de ‘Castelo Rá-Tim-Bum’, sucesso nos anos 1990, os dois também trabalharam juntos 20 anos depois na peça ‘Visitando o Sr. Green - dirigida pelo próprio Cassio Scapin. 

OUTRAS HOMENAGENS

Outros membros do elenco de ‘Castelo Rá-Tim-Bum’ também dedicaram homenagens ao eterno Tio Victor. Angela Dippe, que deu vida à Penélope, escreveu: "Sérgio Mamberti, generoso colega ator e militante maravilhoso, descanse em paz!”. 

Por sua vez, Cinthya Rachel, intérprete da Biba, também ressaltou as qualidades do ator: “Sempre tão amoroso, paciente e professor. Um homem de luta, um homem de amor. Que bom que a gente se encontrou nessa vida! Obrigada!”. 

Luciano Amaral e Fredy Állan, o Pedro e o Zequinha, respectivamente, publicaram longos textos em suas redes sociais em carinho a Sérgio. “Seu legado, que vai muito além de 'Castelo Rá-Tim-Bum', é brilhante e ficará para sempre cravado em nossa cultura e arte desse país”, dizia um trecho do primeiro. 

Já o segundo, ressaltou a militância política do amigo. “Meu orgulho de ter podido ouvir de perto e conversar com Sérgio, vem também de saber de sua importância para nossa cultura brasileira, do teatro ao cinema, à televisão… sua luta política (...) Aqui não vou parar, não vamos parar de combater o fascismo e a ignorância. Viva Sérgio!”, declarou.