AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Famosos / VEM AÍ

Elisa Lucinda sobre representatividade negra em 'Vai na Fé': ''Avanço imenso''

Atriz afirmou que chorou muito durante a preparação da novela ao encontrar o elenco

Elisa Lucinda interpretará Marlene em 'Vai na Fé' - Globo/Estevam Avellar
Elisa Lucinda interpretará Marlene em 'Vai na Fé' - Globo/Estevam Avellar

Elisa Lucinda está prestes a estrear um novo papel na teledramaturgia, após cinco anos. Em janeiro, a atriz será a Marlene de 'Vai na Fé', próxima novela das 19h da TV Globo. O folhetim promete apresentar um elenco representativo com diversos atores negros, fato que foi celebrado pela artista na entrevista coletiva para imprensa desta quinta-feira (15). 

"Teve momentos na preparação em que eu chorei muito de ver aquele monte de gente preta, competente, respeitada e no seu lugar. Há 30 anos, muitos de nós estaríamos só fazendo novela de época, no papel de um escravizado. Isso é importante e eu vejo como um avanço imenso", afirmou.

No novo folhetim, Elisa será Marlene, uma mulher evangélica, que se dedica à família e é mãe de Sol, a protagonista de Sheron Menezzes. "O que mais me deixa feliz, do ponto de vista da atriz, é terem me convidado pra fazer uma evangélica. Eu gosto do respeito desse convite, principalmente para compor esse imaginário do evangélico tão carregado de estereótipos, dos quais a gente está fugindo, mas está representando com amor e dignidade", disse.

HIATO 

Além disso, a artista também comentou sobre o hiato de cinco anos das telinhas e fez questão de destacar: "Eu não me sinto afastada da TV, não tenho uma história de uma novela atrás da outra. É uma outra carreira. Me pego estranhando as pessoas falarem 'você voltou', sendo que eu nunca tinha ido."

O trabalho mais recente da atriz na TV foi em 2017, na novela 'Tempo de Amar'. Desde então, ela tem feito trabalhos apenas para serviços de streaming.

Vale lembrar que 'Vai na Fé' é de Rosane Svartman e tem direção de Paulo Silvestrini. O folhetim está previsto para estrear em janeiro, substituindo a atual 'Cara e Coragem'.