AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Famosos / Brincalhão

Empregada de Leonardo revela boa relação com o cantor: “Me zoa demais”

Abadia Cardoso comentou o assunto através do Instagram da esposa de Leonardo

Da Redação Publicado em 18/06/2022, às 17h19

Funcionária já trabalha na casa de Leonardo e Poliana Rocha há cinco anos - Instagram/@poliana
Funcionária já trabalha na casa de Leonardo e Poliana Rocha há cinco anos - Instagram/@poliana

Abadia Cardoso, que trabalha como empregada doméstica de Leonardo há cinco anos, foi às redes sociais responder às perguntas dos fãs sobre a família do cantor. Quem teve a ideia da brincadeira foi Poliana Rocha, esposa do artista, emprestando seu perfil no Instagram para a funcionária.

Um dos questionamentos foi sobre a relação de Abadia com Leonardo, conhecido por ser muito brincalhão. “O Léo te zoa muito?”, quis saber um fã.

Ao que a doméstica respondeu: "O Léo me zoa demais. Me chama de bucho de égua, bucho de quebrada, fala que eu como os trem dele tudo, esconde as mangas… E olha que tem um pé de manga aqui no quintal!", aos risos.

Outra curiosidade dos seguidores de Poliana foi se a funcionária já havia tomado alguma bronca da patroa. Abadia negou, dizendo que a jornalista é sempre carinhosa quando precisa passar orientações de serviço.

"Nunca. Sempre quando ela quer falar alguma coisa ela deixa um bilhetinho mais carinhoso do mundo e ainda me chama de amor", declarou a funcionária da família de Leonardo.

DEFENDEU!

Leonardo defendeu Gusttavo Lima das acusações de aceitar ser pago com verba pública, em entrevista à coluna de Leo Dias, do Metrópoles.

O pai de Zé Felipe disse que o colega de trabalho não errou ao aceitar o cachê de R$ 800 mil da Prefeitura de São Luís, em Roraima, já que “o artista vai onde o povo está” e “quem contrata que tem que saber se tem verba para cultura ou não”.

Apesar de defender o colega, Leonardo acredita que a 'CPI do sertanejo' está certa e diz que deveria haver uma investigação a fundo que abranja outros setores do entretenimento também.

"Não acho que tenha uma perseguição aos sertanejos. Dentro da lei, tudo se resolve. A lei tem que ser para todos. A CPI tem que voltar em muitos setores, e não porque artista A ou B falou alguma coisa", opinou.

{# Taboola Newsroom #}