AnaMaria
Famosos / Famosos

Erika Schneider relata casos de perseguição: ''Tenho medo, agora posso denunciar''

A ex-bailarina do Faustão comemorou a lei que criminaliza a perseguição

Da Redação Publicado em 13/04/2021, às 18h07 - Atualizado em 22/04/2021, às 12h13

A bailarina e influenciadora Erika Schneider - Dorival Zucatto
A bailarina e influenciadora Erika Schneider - Dorival Zucatto

Erika Schneider celebrou a aprovação da lei que inclui no Código Penal o crime de perseguição, mais conhecido como "stalking" (perseguição, em inglês).  A pena é de seis meses a dois anos de prisão, mas possui agravantes, como crimes contra mulheres, crianças e idosos.

"Eu fico muito aliviada que haja um crime específico para isso. Eu tenho medo dos meus perseguidores, pois não sei do que eles são capazes. Agora, eu posso denunciar", diz a modelo à AnaMaria Digital.

Schneider já foi vítima de alguns perseguidores na web. Segundo ela, um deles chegou até a ir onde ela ensaiava com o Balé do Faustão. Já outro manda mensagens há anos. 

O último acredita que é noivo da modelo, o que a deixou assustada, e até já fez um convite de casamento. 

"Ele mandou convite do 'nosso casamento' para uma amiga . Já bloqueei, mas ele faz um novo perfil e continua mandando mensagens dizendo que me ama", relata a loira.