AnaMaria
Famosos / Uau!

Flávia Monteiro esbanja sensualidade ao fazer topless em clipe

Aos 49 anos, atriz Flávia Monteiro exibiu o corpão em clipe de Daniel Del Sarto

Da Redação Publicado em 10/03/2022, às 18h21

Flávia Monteiro esbanjou beleza em clipe musical - Instagram/ @flaviamonteiro
Flávia Monteiro esbanjou beleza em clipe musical - Instagram/ @flaviamonteiro

A atriz Flávia Monteiro surpreendeu ao surgir fazendo topless no clipe da música 'Quero Você', do cantor e ator Daniel Del Sarto, divulgado há cerca de duas semanas.

Estrela da produção, a artista de 49 anos esbanjou boa forma, mostrando que está mais linda que nunca.

Na gravação, a eterna professora Carolina, de Chiquititas (1997), interpreta uma mulher poderosa e cheia de sensualidade, que vem a ser a ex-namorada do personagem principal do clipe.

Flavia
Reprodução/ Youtube

Vale lembrar que Flávia Monteiro e Daniel Del Sarto são amigos de longa data, como ela mesma revelou recentemente em seu perfil no Instagram.

Na ocasião, a atriz compartilhou uma sequência de cliques ao lado do artista e celebrou a parceria.

"Aqui o caso é antigo. Eu e o Dani temos muita história juntos. Meu amigo e parceiro de muitos trabalhos, viagens, baladas e confidências. Agora, mais uma vez estamos juntos selando nossa parceria, mas não no teatro dessa vez, e sim no seu novo clipe 'Quero você'", escreveu ela.

DEPRESSÃO

Flávia Monteiro enfrentou um período de dura batalha contra a depressão e a ansiedade, mas deu a volta por cima. “Ia do choro a uma raiva profunda”, revelou.

Os primeiros sinais vieram entre o fim de 2018 e início de 2019, período que coincidiu com um momento de instabilidade profissional.

“Sem contrato você passa a estabelecer hierarquias de gastos. Posso gastar com isso, não posso gastar com aquilo... Com filho para cuidar, você tem que repensar tudo. Aí, corta terapia, corta outras coisas para ficar com o que é prioridade. Como havia feito cursos de coach e autoajuda, eu tinha uma boia de salvamento. Mas tem uma hora em que você segura muito a peteca, e aí já era!”, detalhou.

Com o apoio da família e ajuda profissional, ela começou a se recuperar. “Sou muito natureba, fui ao médico e ele explicou que iria controlar com remédios − opções que não fossem de tarja preta, e sim manipuladas. Medicamentos que ajudam a química do corpo. Paralelamente, continuei fazendo ioga, exercícios e aulas de respiração, que estava descompensada.”