AnaMaria
Famosos / Pediu desculpas!

Gabriel Medina pede desculpas após derrota na olimpíada e recebe apoio dos fãs: ''Gigante''

O surfista ficou em quarto lugar na disputa após perder o bronze para Owen Wright

Da Redação Publicado em 27/07/2021, às 10h34 - Atualizado às 10h34

Gabriel Medina ficou em quarta lugar na disputa - Instagram: @gabrielmedina
Gabriel Medina ficou em quarta lugar na disputa - Instagram: @gabrielmedina

Gabriel Medina  usou as redes sociais, na madrugada desta terça-feira (27), para comentar sua derrota na Olimpíada de Tóquio 2020. Após perder a semifinal para o japonês  Kanoa Igarashi, o surfista alcançou a quarta colocação na disputa pelo bronze com o australiano Owen Wrigh.

Em seu perfil oficial no Instagram, o marido de Yasmin Brunet compartilhou um clique em que aparece de frente para o mar, segurando uma prancha de surf. "Dei meu melhor, é foda quando isso acontece, da uma tristeza, desculpa galera… valeu pela torcida! Seguimos! Fe em Deus…", escreveu ele na legenda da publicação.

Nos comentários, Medina recebeu o apoio de amigos e fãs. Alguns, inclusive, afirmaram que, pela performance do brasileiro, ele merecia estar na grande final. 

"Você surfou demais. Gigante. Vergonhoso o que esses caras fizeram", disse um seguidor. "Você é o melhor do mundo. Nós sabemos. E você foi o melhor ontem. Eles sabem também. Tenha a consciência tranquila e siga encantando o mundo com seu talento! Deus está orgulhoso do que você faz com o propósito Dele pra sua vida. Seguimos", escreveu o cantor Thiaguinho. "Deu show. Representou", completou um terceiro.  

REVOLTA
Yasmin Brunet não ficou nada satisfeita com a derrota do marido, Gabriel Medina, nas Olimpíadas de Tóquio, na madrugada desta terça-feira (27). Através do Instagram, a modelo afirmou que o resultado foi roubado. 

Primeiro, Yasmin não poupou elogios ao desempenho do amado na competição. “Gabriel Medina, você foi incrível! Fez tudo o que poderia fazer e mais um pouco. Tenho muito orgulho de você!”, disse ao publicar uma imagem de Medina. 

Entretanto, ela não escondeu a sua indignação contra as notas finais: “Estamos do seu lado e não vamos fingir que não vimos o que aconteceu. Foi roubado na cara dura. Só gostaria muito que alguém se posicionasse e te defendesse… Te amo, meu lindo”. 

As críticas foram ainda mais intensas em uma live feita no Instagram da modelo, que cobrou o apoio do COB (Comitê Olímpico do Brasil) e da CBSURF (Confederação Brasileira de Surf) para a revisão das notas. “Essa galera está lá para representar os brasileiros, pra defender eles. Todo mundo aqui viu que o Gabriel foi absurdamente roubado. Eles fizeram alguma coisa? Não. Vão fazer alguma coisa? Não, não vão fazer nada".

A filha de Yasmin Brunet ainda incentivou os fãs a exigirem respostas das instituições. "Quero pedir pra vocês irem lá no Instagram do COB, da CBSURF, do Time Brasil, esses negócios, por que vão deixar um atletas deles ser completamente roubado. Por quê? É assim que eles defendem os atletas?”, questionou. 

Além disso, a modelo também aproveitou para retomar as polêmicas geradas antes dos Jogos Olímpicos - quando foi vetada de acompanhar o marido ao Japão. “Eu acho que agora vocês vão começar a entender o que eu estava falando desde o início”, finalizou, sem mais detalhes do ocorrido. 

Vale mencionar que, ainda com a derrota de Gabriel Medina, o Brasil conquistou sua primeira medalha de ouro nas Olimpíadas através do surf. O potiguar Ítalo Ferreira fez história e subiu no posto mais alto do pódio após derrotar Kanoa Igarashi.