AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Guilherme de Pádua quer censurar biografia sobre Daniella Perez

Bernardo Braga Pasqualette, autor do livro, recebeu mensagens da esposa de Guilherme de Pádua

Da Redação Publicado em 21/07/2022, às 16h17

Daniella Perez foi assassinada por Guilherme de Pádua em 1992 - HBO Max/Divulgação
Daniella Perez foi assassinada por Guilherme de Pádua em 1992 - HBO Max/Divulgação

O assassinato de Daniella Perez voltou aos assuntos mais comentados com o lançamento da série documental ‘Pacto Brutal’ pela HBO Max. Com o aniversário de 30 anos do crime, o jornalista Bernardo Braga Pasqualette vem preparando uma biografia em homenagem à vida da atriz.

Para escrever a história de Daniella, assassinada pelo também ator Guilherme de Pádua e sua ex-esposa Paula Thomaz, Bernardo tentou falar com os envolvidos no caso, mas não obteve respostas nem dos criminosos nem de Gloria Perez, mãe da vítima.

Nesta semana, o autor tentou falar novamente com Guilherme, pelas redes sociais de sua atual esposa, Juliana Lacerda, que costuma se pronunciar em nome do marido. No entanto, ele recebeu ameaças como resposta.

“Ele [Guilherme] vai travar esse livro”, dizia uma das mensagens de Juliana, obtida com exclusividade pelo jornal Folha de S. Paulo. “O advogado dele vai resolver isso tudo. Vamos falar super mal e processar”, continuou.

Ela ainda falou para que Bernardo tomasse cuidado com o livro e que o nome do ex-ator não deveria ser citado: “O Guilherme tem advogados, e te falo com muito respeito [para ter] cuidado com seu livro. Não poderá falar sobre o nome dele. Que Deus tenha misericórdia, porque ele e eu não gostamos nada disso”.

O escritor afirmou que não poderia negar a chance de falar na obra aos criminosos e que não mudaria por conta das ameaças. “Não entendo a razão das ameaças, mas tampouco tenho medo delas. Faço o meu trabalho como autor de não ficção com educação, seriedade e, principalmente, isenção. Não vou mudar”, declarou.

{# Taboola Newsroom #}