AnaMaria
Famosos / SAUDADE

Irmão de Marília Mendonça relembra última conversa com a cantora: ‘‘Me deu conselhos’’

Gustavo, dupla de Dom Vittor, desabafou sobre o luto após a morte de Marília

Da Redação Publicado em 06/12/2021, às 15h34 - Atualizado às 15h35

'Rainha da Sofrência' faleceu em 5 de novembro - TV Globo
'Rainha da Sofrência' faleceu em 5 de novembro - TV Globo

O cantor Gustavo, irmão de Marília Mendonça, foi um dos convidados do programa ‘Encontro’ nesta segunda-feira (6). Na entrevista, ele comoveu os telespectadores ao falar sobre a morte da ‘Rainha da Sofrência’, há pouco mais de um mês em uma acidente aéreo, e o sucesso musical ao lado de sua dupla, Dom Vittor

Pela primeira vez, Gustavo fez menção às últimas palavras que trocou com a irmã. “Às vezes eu paro e penso: um dia antes ela conversou comigo, me deu conselhos… Mas a gente está seguindo forte e trabalhando por ela”, desabafou.

Os sertanejos acabaram de lançar a música ‘Calculista’, uma parceria com a própria Marília. “Isso aqui era um sonho. Vamos continuar por ela", completou o artista. 

Quanto à personalidade da cantora, Gustavo relembrou: "Ela sempre foi muito mandona, sempre fez o papel de mãe, já que a minha mãe passava a mão na minha cabeça. Quando eu fiquei mais velho e ela também, ficou mandona no sentido de trabalho”. 

O artista contou que a irmã sempre o aconselhava nos projetos profissionais. “Ela não sabia falar muito bem. Mandava mesmo. Isso não era uma coisa ruim. Ajudava bastante, tanto que a gente sempre escutava ela", disse. 

HOMENAGEM

Gustavo recebeu uma homenagem mais que especial da mãe, Ruth Dias, durante sua participação no ‘Encontro’. A matriarca aproveitou para desejar forças à dupla sertaneja e pedir a Deus que proteja seu filho. 

“Nesse ponto de partida, meu coração de mãe está dividido entre a felicidade de ver vocês realizando um sonho lindo e a preocupação de estar compartilhando um filho com o Brasil. Que Deus ilumine e proteja. Amo vocês", disse em um trecho da declaração. 

Por sua vez, Gustavo refletiu sobre o luto familiar: "Acredito que a dor já esteja virando saudade dentro de mim. Não tenho raiva, tenho que entender que isso é uma realidade, mas a saudade vai ficar para sempre".