AnaMaria
Famosos / Imagina só!

Juliette responde previsão de que irá virar presidente do Brasil: “Caráter eu tenho”

Segundo sensitiva, Juliette Freire poderá engatar carreira política em breve

Da Redação Publicado em 12/05/2022, às 08h35

Ex-BBB respondeu à previsão em tom de brincadeira e recebeu apoio dos fãs - Instagram/@juliette
Ex-BBB respondeu à previsão em tom de brincadeira e recebeu apoio dos fãs - Instagram/@juliette

Juliette Freire foi alvo de uma previsão mística da sensitiva Bianca Godói, na última quarta-feira (11). Em sua coluna no Observatório da TV, a vidente previu que a ex-BBB poderá se envolver na política e até mesmo virar presidente do Brasil em breve. Diante da repercussão, a paraibana fez questão de dar seu parecer sobre o assunto.

Tudo começou quando Godói afirmou ter recebido informações através de seu mentor espiritual. “A Juliette vai ser presidente do Brasil, vai se envolver na política e, possivelmente, vai se tornar presidente, mas acredito que não vai ser na próxima eleição, mas, sim, em eleições futuras”.

Em seguida, a sensitiva apontou que Juliette não estará sozinha na empreitada. “Ela vai ser aconselhada e orientada por uma mulher famosa que é próxima a ela e vai tomar essa decisão de entrar para a política", sem citar nomes.

Não demorou muito para que a previsão chegasse aos ouvidos da campeã do BBB 21, que revelou quais são suas chances de se envolver na política através dos comentários da página ‘Vem Me Buscar, Hebe’.

Ela brincou: "Kkkkkkkk... Caráter eu tenho, coragem não", incluindo diversos emojis chorando de rir por outro lado.

Se, por um lado, Juliette diz não ter coragem de engatar carreira política, do outro, os fãs torcem para que a previsão se torne realidade: “Queria! Ela é muito humana!”, “Aguardando ansioso o novo feriado nacional do dia do cuscuz” e “Antes ela do que Lula ou Bolsonaro”, foram alguns dos comentários na publicação.

Confira:

Fora Bolsonaro

Vale mencionar que, apesar de não se manifestar com frequência, a paraibana já deixou claro que é contrária às atitudes de Jair Bolsonaro (PL). Um exemplo foi quando o Brasil atingiu a marca de 500 mil mortes por covid-19 e Freire responsabilizou o atual presidente por agir com negligência.

"500 mil mortos no Brasil! Não são apenas números. É uma terrível consequência da negligência da gestão do atual governo Bolsonaro. Eles tinham como ter evitado essa tragédia. É claro que é Fora Bolsonaro", publicou na época.