AnaMaria
Famosos / Tá errada?

Luana Piovani se revolta contra falta de posição dos famosos: “Vivem na bolha”

Indignação de Luana Piovani foi motivada pelo desaparecimento dos yanomamis

Da Redação Publicado em 06/05/2022, às 09h19

Atriz exigiu que os influenciadores famosos se engajem em pautas importantes - Instagram/@luapio/@renamchristofoletti
Atriz exigiu que os influenciadores famosos se engajem em pautas importantes - Instagram/@luapio/@renamchristofoletti

Luana Piovani foi às redes sociais, na última quinta-feira (5), expressar sua indignação com a atual situação dos indígenas yanomamis. A apresentadora direcionou seu recado à falta de posicionamento dos grandes influenciadores em relação às tragédias que acontecem no Brasil. Segundo ela, os instagramers estão mais preocupados em lucrar no Dia das Mães.

"Você tem ídolo, você segue pessoas que você gosta aqui no Instagram? Então faz um favor, dá uma cobrada no seu ídolo sobre a situação dos yanomamis, os povos originários aí do nosso Brasilzão. Duas crianças foram estupradas, uma criança de 3 anos foi jogada no rio e 25 yanomamis morreram. Uma aldeia foi dizimada, desapareceu, ninguém tem notícia. O Brasil é um catálogo de tragédias, isso a gente já sabe, mas o que mais me choca é ver que ninguém faz nada", começou Piovani, visivelmente irritada.

A ex-esposa de Pedro Scooby defendeu que a união dos famosos poderia fazer a diferença na vida dos indígenas. "Não estou falando do governo, tem muitos anos que eu não espero nada do governo (...) Mas vai aí no seu ídolo e cobra uma posição. Na hora que os 10 primeiros instagramers mais seguidos do Brasil começarem a falar e parar, nem que seja por um dia, de fazer publi…”.

Ela alfinetou: “Mesmo sabendo dos contratos, faz, questiona, vai nos stories, faz vídeo, pergunta. Não dá pra ficar vendendo produto para o 'Dia das Mães' sendo que duas crianças foram estupradas... E você está aí vendendo seu kitzinho mãe feliz?”.

Revoltada, Luana chegou a dizer que tem vontade de marcar os influenciadores para que eles parem de se importar apenas com a fortuna e se unam em prol das questões sociais. “Vai ver nesse mundo maravilhoso da bolha que essa pessoa viva ainda não chegou essa informação. É a única explicação para que eles não estejam questionando isso".

Por último, a atriz propôs a divulgação da hashtag ‘Cadê os yanomami’ para chamar a atenção das autoridades brasileiras. “Até quando vamos ficar anestesiados com pão e circo? Hein?", finalizou ela.