AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Famosos / Memórias

Luciana Vendramini relembra TOC: "Estilhaça sua vida e a sua mente"

Luciana Vendramini ainda relembrou o início da carreira como modelo e a paixão por carros antigos

Redação Publicado em 06/12/2023, às 08h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Luciana Vendramini deu entrevista sobre episódios importantes de sua vida. - Antonio Chahestian / RECORD
Luciana Vendramini deu entrevista sobre episódios importantes de sua vida. - Antonio Chahestian / RECORD

Luciana Vendramini relembrou seu Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), problema com o qual teve que lidar anos atrás, mas conseguiu superar, durante participação no PodCringe, apresentado por Michel Keller. Ao ser questionada se era verdade que chegou a passar mais de 10 horas no banho, ela confirmou.

"Muita verdade! Não foi um dia, foram muitos meses... Chegou a um ano e eu passava 11 horas no banho. O TOC estilhaça sua vida e a sua mente. Você está totalmente lúcida, tem noção do que está fazendo, só que está presa a um pensamento, um medo de que se você não lavar sua mão direito, ou se não deixar isso simétrico, algo de terrível vai acontecer”, relatou Luciana, que conseguiu superar o problema e hoje procura orientar e ajudar outras pessoas que sofrem desse mal.  

Musa do começo dos anos 1990, Luciana ainda brincou com o nome do podcast e o termo “cringe”, usado para designar pessoas com mais de 40 anos. “Antes de ser cringe, eu já era cringe, já curtia muita coisa assim. Sempre tive amigos mais velhos e gostei de conversar com pessoas mais velhas. Então, curtia muito coisas como aquele gramofone, o rádio do meu avô, que está com a gente até hoje. Acho que sou cringe, antes dessa moda”, brinca a atriz.  

PAIXÃO ANTIGA

Por falar nisso, durante o papo com Keller, Luciana Vendramini também revelou sua paixão por carros antigos, desde criança, e contou que já rodou muito por São Paulo a bordo de um Ford Landau pink.  “Amo carro antigo, tenho paixão. Um dia, desci do prédio que eu morava e tinha um Landau, lindo, azul metálico, maravilhoso. Era da Wanderléa e estava lá para vender. Isso foi em 1991, os carros antigos não tinham tanto valor. Paguei muito barato", contou.

"Aí, estava em um restaurante, e uma pessoa falou que meu Landau tinha que ser rosa. Falei que não ia pintar aquele carro, porque tinha história e tal... Ele disse: ‘E se eu pintar o meu carro (um Landau, também) e te der, você dirige?’. Respondi que sim! Pois ele pintou o carro de pink e eu comecei a dar voltas e voltas por São Paulo...”, relembra.  

Durante a conversa, ela ainda relembrou o começo de sua carreira como modelo e a reação (dela e dos pais) ao fazer o primeiro ensaio nu para a revista Playboy, quando tinha apenas 16 anos.  

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!