AnaMaria
Famosos / Saúde

Marido de Ana Hickmann exibe braço com hematomas: ''Marcas na quimioterapia''

Empresário está tratando um câncer no pescoço

Da Redação Publicado em 25/11/2020, às 10h34 - Atualizado em 09/12/2020, às 10h10

Marido de Ana Hickmann exibe braço com hematomas - Reprodução/Instagram
Marido de Ana Hickmann exibe braço com hematomas - Reprodução/Instagram

Alexandre Correa, esposo da apresentadora Ana Hickmann, está realizando o tratamento contra um tumor maligno no pescoço. 

Nesta quarta-feira (25), o amado da modelo decidiu registrar um pequeno detalhe da sua rotina de medicações nas redes sociais. 

Nos Stories do seu Instagram, Alexandre exibiu uma fotografia dos seus braços repletos de roxos. 

"Marcas na quimioterapia", afirmou na legenda. 

O empresário está realizando o tratamento de radio e quimioterapia pelas manhãs no hospital Albert Einstein, em São Paulo. 

Confira: 

Foto: Instagram

ENTENDA 

Ana Hickmann e o marido Alexandre Correa publicaram um vídeo no YouTube para contar sobre a luta contra o câncer no pescoço que o empresário está enfrentando. O casal falou com emoção sobre os desafios e afirmou que um "milagre" o salvou. 


Tudo começou às vésperas do ano novo, quando todos estavam no litoral paulista. "Dia 27 de dezembro eu estava na casa de uns amigos em Maresias, meu pescoço estava com uma bola, uma elevação. Peguei a família, ano novo com festa programada, sobe a serra, vem pra São Paulo, cheguei no hospital, exame daqui, exame dali, eram linfonódulos. Fiquei três dias em observação, depois de uma semana, dez dias, pescoço retornou ao normal.”

Em março, Alexandre passou a sentir um incômodo no mesmo local em que tinha feito a cirurgia. No entanto, foi apenas em maio que realizou uma punção para colher material para uma biópsia. 

"O material foi inconclusivo, e o doutor decidiu operar. Em outubro fomos pra mesa de cirurgia, foi um susto grande, porque o que saiu do pescoço era anormal. Voltei pro quarto e depois de quatro horas, uma artéria do meu pescoço rompeu. Por milagre não fui a óbito. E depois de dois dias veio o diagnóstico", disse.