AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Famosos / Homenagens

Marisa Monte aplaude Bruno Pereira e Dom Phillips em show: “Nossos heróis”

A cantora realizava um show em Londres, na Inglaterra

Da Redação Publicado em 24/06/2022, às 16h09

Marisa Monte e sua equipe homenagearam o indigenista e o jornalista, assassinados neste mês - Reprodução/Instagram
Marisa Monte e sua equipe homenagearam o indigenista e o jornalista, assassinados neste mês - Reprodução/Instagram

Marisa Montefez uma homenagem, na última quinta-feira (23), para Bruno Pereira e Dom Phillips durante um show em Londres, na Inglaterra.

No final de sua apresentação, a cantora e sua equipe agradeceram ao público e, em seguida, se viraram para o fundo do palco.

Lá estava sendo projetada uma imagem do jornalista britânico e do indigenista brasileiro, e os músicos puxaram uma salva de palmas para os dois, que foram assassinados no dia 5 deste mês na Amazônia.

Vale lembrar que os dois estavam fazendo um trajeto pelo rio desde a comunidade ribeirinha São Rafael em direção à cidade de Atalaia do Norte (AM), no Vale do Javari.

Marisa Monte publicou o momento em suas redes sociais e na legenda escreveu: "Obrigada Dom e Bruno. Vocês são nossos heróis. Nossa solidariedade aos amigos e familiares".

Confira o momento em que Marisa Monte homenageia a Bruno Pereira e Dom Phillips:

CAUSA DA MORTE

A Polícia Federal (PF) concluiu a análise da causa da morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips. Em nota divulgada no último sábado (18), a PF informou que Bruno Pereira foi morto com dois tiros na região abdominal e torácica e um na cabeça. Dom Phillips levou um tiro no abdômen/tórax. A munição usada no assassinato foi típica de caça.

A munição de caça utilizada no crime dispara projéteis múltiplos, chamados de balins. Assim, um único tiro pode causar uma série de perfurações provocadas por pequenas esferas de chumbo. Nos últimos dias, a PF já havia confirmado a identidade de Phillips e Pereira nos restos mortais enviados a Brasília para a perícia.

Os corpos foram encontrados após a confissão do pescador Amarildo da Costa Pereira, conhecido como Pelado. Ele indicou à polícia o local onde os corpos foram enterrados. Até o momento, três pessoas estão presas por suspeita de participação no crime.

Ontem, Jefferson da Silva Lima entregou-se na Delegacia de Polícia de Atalaia do Norte, região do Vale do Javari, oeste do Amazonas. Lima tinha mandado de prisão expedido pela Justiça do Amazonas e estava foragido.

Além dele, estão presos por envolvimento na morte e na ocultação dos corpos os pescadores Amarildo e seu irmão Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como Dos Santos.Até o momento, apenas Amarildo confessou o crime.

Dom Phillips, que era colaborador do jornal britânico The Guardian, e Bruno Pereira, servidor licenciado da Fundação Nacional do Índio (Funai), foram vistos pela última no dia 5 de junho, na região da reserva indígena do Vale do Javari, a segunda maior do país, com mais de 8,5 milhões de hectares. Eles se deslocavam da comunidade ribeirinha de São Rafael para a cidade de Atalaia do Norte, no Amazonas, quando sumiram sem deixar vestígios.