AnaMaria
Famosos / Provocação

Maurício Souza provoca Douglas Souza e dispara: ''Não precisei ficar desfilando''  

Jogador, que foi demitido do Minas Tênis Clube e está fora da Seleção Brasileira de Vôlei, já atingiu um milhão de seguidores

Da Redação Publicado em 29/10/2021, às 12h30 - Atualizado às 12h30

Maurício Souza provoca Douglas Souza após demissão por homofobia - Instagram/@mauriciosouza/@douglassouza
Maurício Souza provoca Douglas Souza após demissão por homofobia - Instagram/@mauriciosouza/@douglassouza

Maurício Souza tem dado o que falar nesta semana após a repercussão de suas declarações homofóbicas e a consequente demissão do Minas Tênis Clube, seu antigo time de vôlei. O atleta já conquistou mais de 700 mil seguidores e fez questão de provocar o jogador Douglas Souza, que disparou críticas às falas do ex-colega de Seleção Brasileira. 

Nos stories do Instagram, na última quinta-feira (28), Maurício agradeceu o apoio daqueles que concordam com seu pensamento, uma vez que já ganhou milhares de seguidores. 

“Estou passando para agradecer todo o apoio e o carinho que vocês tão me dando… Está sendo muito importante nesse momento que eu estou passando. E mais uma coisa... Eu tinha 200 mil seguidores e hoje eu tenho 700 mil! E graças a Deus eu não precisei ficar sambando em cima de cama e desfilando na quadra para ganhar o respeito e admiração de vocês”, disse em referência a Douglas, que fez sucesso ao mostrar os bastidores das Olimpíadas de Tóquio 2020. 

No começo da semana, o atleta tinha cerca de 200 mil seguidores. Até a publicação desta nota, ele atingiu a marca de 1,2 milhões. 

ENTENDA
Maurício fez uma declaração homofóbica sobre os novos quadrinhos do Superman, em que dois homens aparecem se beijando. A publicação repercutiu mal e diversos outros atletas demonstraram sua indignação. Além disso, patrocinadores do Minas Tênis Clube pressionaram para ter um posicionamento do time, que, inicialmente afastou o jogador, cobrou multa e exigiu um pedido de desculpas. 

No entanto, a retratação de Maurício não convenceu, uma vez que ele seguiu dizendo que continuava com sua opinião e não apagou a publicação homofóbica. Desta forma, o time demitiu o atleta. Renan Dal Zotto, técnico da Seleção Brasileira, também ressaltou que "não tem espaço para profissionais homofóbicos na Seleção". 

Vale lembrar que Douglas Souza criticou o posicionamento do ex-colega de time desde o começo e foi um dos principais a lembrar que medidas fossem tomadas e a homofobia não passasse batida.