AnaMaria
Famosos / Luto

Morre o ator Sérgio Mamberti aos 82 anos em São Paulo

Artista estava internado desde o último dia 25

Da Redação Publicado em 03/09/2021, às 07h43 - Atualizado às 07h44

Sérgio Mamberti morreu em decorrência de falência múltipla dos órgãos - Renato Rocha Miranda/TV Globo
Sérgio Mamberti morreu em decorrência de falência múltipla dos órgãos - Renato Rocha Miranda/TV Globo

Sérgio Mambertimorreu na madrugada desta sexta-feira (3), em São Paulo (SP), em decorrência de falência múltipla de órgãos. A morte foi confirmado pelo filho do ator, Carlos Mamberti, ao Bom Dia São Paulo. 

Ele estava internado desde o último dia 25 para tratar de uma disfunção renal e uma infecção nos pulmões. O quadro do artista era delicado, uma vez que estava intubado desde o último sábado (28). 

Esta foi a terceira internação de Mamberti apenas em 2021. Em julho, ele ficou hospitalizado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) por 19 dias após contrair uma pneumonia provocada pelas mudanças climáticas da capital paulista.  

Ainda não há informações sobre velório e enterro do ator. 

Mamberti deixa os filhos biológicos Duda, Carlos e Fabrício, frutos da união com Vivien Mahr, com quem foi casado entre 1964 e 1980, quando ela morreu aos 37 anos. O artista também teve um relacionamento de quase 40 anos com Ednaldo Torquato, que morreu em 2019. Com o parceiro, o ator adotou Daniele, sua única filha.

CARREIRA
Sérgio colecionou diversos papeis ao longo de sua carreira. O mais marcante foi na série 'Castelo Rá-Tim-Bum', em que interpretou o Tio Victor. 

Na TV Globo, ele participou das séries 'A Diarista' e 'Os Normais'. Atuou ainda nas novelas 'Brilhante', 'Anjo Mau', 'O Profeta', 'Flor do Caribe', 'Sol Nascente', entre outras. Um de seus maiores sucessos foi o mordomo Eugênio na clássica 'Vale Tudo'.

Seu trabalho mais recente no audiovisual foi na série 'Eu, Ela e Milhões de Seguidores', exibida pelo Multishow em 2020. Seu último trabalho foi a autobiografia “Sérgio Mamberti: Senhor do meu Tempo”, escrita com o jornalista Dirceu Alves Jr. e lançada neste ano. No livro, o ator falou abertamente sobre a bissexualidade.