AnaMaria
Famosos / Luto!

Morre o ator Tarcísio Meira, aos 85 anos, vítima da covid-19

Ator precisou ser intubado em 6 de agosto no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo

Da Redação Publicado em 12/08/2021, às 11h14 - Atualizado em 31/08/2021, às 16h54

Ator estava internado desde dia 6 de agosto, no Hospital Albert Einstein - Instagram/@_tarcisiomeira
Ator estava internado desde dia 6 de agosto, no Hospital Albert Einstein - Instagram/@_tarcisiomeira

O ator Tarcísio Meira morreu aos 85 anos nesta quinta-feira (12), no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP), vítima da covid-19.  O veterano da TV brasileira foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em 6 de agosto e chegou a ser intubado.

De acordo com informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, ele também precisou fazer hemodiálise para tratar de complicações da doença. A esposa do artista, Glória Menezes (com quem formava um dos casais mais famosos do Brasil), também foi internada.

A atriz, de 86 anos, apresentou sintomas leves da doença, sendo tratada em um quarto particular. Os dois estavam casados desde 1962 e são pais de Tarcísio Filho, de 58 anos, também ator.

CARREIRA
Em entrevista para a ‘Memória Globo’, Tarcísio declarou que foi o “cara que decorou mais palavras no mundo”. Realmente! O ator participou de muitas produções, em uma carreira que começou em 1961, na extinta TV Tupi. 

Só na televisão, foram mais de 60 trabalhos entre novelas, seriados, minisséries, teleteatros e telefilmes. Além disso, foram 22 filmes, dirigidos por cineastas como Glauber Rocha e Anselmo Duarte e 31 peças de teatro. 

O veterano fez parte de momentos históricos da TV brasileira: além de ter atuado ao lado de Mazzaropi, no filme ‘Casinha Pequenina’, de 1963, o famoso protagonizou ‘Irmãos Coragem’ (1970), um dos maiores sucessos da fase preto e branco da televisão - para se ter ideia, o penúltimo capítulo deu mais audiência que a final da Copa do Mundo do mesmo ano.

Em 1983, ele se afastou da imagem de galã para alcançar papéis mais desafiadores: no filme 'O Beijo do Asfalto', baseado na peça de Nelson Rodrigues, ele causou polêmica ao beijar o personagem de Ney Latorraca na boca.

O artista ainda participou de adaptações de grandes clássicos da literatura brasileira, como o filme 'Meu Destino é Pecar', de 1984, e a minissérie ‘Grande Sertão: Veredas’, de 1985.

Tarcísio se destacou em novelas como ‘Guerra dos Sexos’ (1983), ‘Fera Ferida’ (1993), ‘O Rei do Gado’ (1996), ‘Torre de Babel’ (1998) e ‘O Beijo do Vampiro’ (2002).

Seus dois últimos trabalhos na TV foram nas novelas 'A Lei do Amor' (2016), em que viveu o empresário e político Fausto, e 'Orgulho e Paixão' (2018), em que interpretou Lorde Williamson, um poderoso industrial inglês. Nesta última participação, inclusive, ele precisou se afastar das gravações para tratar de uma infecção pulmonar.