AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Nando Reis poderá pagar multa por manifestar opinião política durante festival

O cantor Nando Reis fez o gesto de “L” com a mão e pediu “fora, Bolsonaro” no Festival Turá

Da Redação Publicado em 06/07/2022, às 14h50

Nome do cantor chegou aos assuntos mais comentados do Twitter no último domingo (3) - Instagram/@nandoreis/@carolsdsiqueira
Nome do cantor chegou aos assuntos mais comentados do Twitter no último domingo (3) - Instagram/@nandoreis/@carolsdsiqueira

Nando Reis se apresentou no Festival Turá, em São Paulo, no último domingo (3), e virou alvo de uma representação no Ministério Público Eleitoral (MPE). Isso porque, durante a apresentação, o cantor manifestou sua opinião política.

O artista confessou que deseja o fim do governo de Jair Bolsonaro (PL), enquanto cantava a música ‘N’: “Espero que o tempo passe e que essa m*rda de governo acabe”. Em seguida, pediu, aos gritos, “fora, Bolsonaro” e ainda fez a letra “L” com as mãos em outro momento, gesto que simboliza o apoio ao ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT).

Acontece que a fala não foi bem vista e o vereador de São Paulo Rubinho Nunes (União) entrou com uma ação contra Nando. Para ele, Lula “foi diretamente beneficiado em comício/showmício disfarçado de evento cultural no qual Reis realiza e incentiva flagrante ato de propaganda eleitoral antecipada e irregular”.

O parlamentar pede que, além do cantor, o ex-presidente e o Multishow, canal que exibiu o festival, sejam multados por terem realizado propaganda política antecipada, visto que as propagandas só serão permitidas a partir de 16 de agosto.

“Ao fazer ‘L’ com as mãos e incentivar o público a fazer o mesmo, bradando expressões como ‘fora, Bolsonaro’, fica evidente o pedido explícito de voto e a manifestação eleitoral em favor do beneficiário Lula, bem como inegável a campanha negativa em relação ao atual Presidente da República e pré-candidato a reeleição”, explica Rubinho no documento.

“O ato ilícito foi transmitido (e continua sendo divulgado) em canal de televisão por assinatura, sendo certo que a campanha antecipada está sendo acessada e visualizada por um incontável número de pessoas”, continua.

Se o MPE decidir que há indícios de irregularidades, o caso será levado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo a legislação eleitoral, caso isso aconteça, Nando poderá pagar multa de R$ 5 mil a R$ 25 mil.