AnaMaria
Famosos / luto

Neymar Jr. homenageia Diego Maradona: ''Sempre estará em nossas memórias''

Ídolo argentino faleceu nesta quarta-feira (25)

Da Redação Publicado em 25/11/2020, às 16h05 - Atualizado em 09/12/2020, às 10h10

"Descanse em paz, lenda", escreveu o brasileiro no Instagram - Instagram/@neymarjr
"Descanse em paz, lenda", escreveu o brasileiro no Instagram - Instagram/@neymarjr

Neymar Jr. foi às redes sociais para lamentar a morte de Diego Maradona, que faleceu nesta quarta-feira (25), na Argentina, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. 

No Instagram, o atleta brasileiro compartilhou uma foto em que o ex-atleta aparece segurando a taça da Copa do Mundo de 1986. 

"RIP LEGEND [Descanse em paz, lenda]. Sempre estará em nossas memórias, você deixou o seu legado. O futebol te agradece. Descanse em paz ,lenda", escreveu Neymar na legenda da publicação. 

MORTE

Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira (25), aos 60 anos. De acordo com matéria publicada pelo jornal 'Clarín', um dos maiores jogadores da história do futebol sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Segundo o veículo, o ex-atleta estava em sua casa, localizada em Tigre, cidade na Argentina, onde se recuperava de uma cirurgia na cabeça. No momento, não há mais informações sobre a morte do ex-jogador.

O argentino deixa cinco filhos. Dalma, Gianinna, DiegoSinagra, Jana e DieguitoFernando

CIRURGIA

Em 3 de novembro deste ano, Maradona teve que passar por uma cirurgia delicada no cérebro na Clínica Olivos, um hospital na região norte da Grande Buenos Aires. Segundo o jornal Clarín, o procedimento tinha sido realizado com sucesso.

"A operação durou 1h20 e o edema foi evacuado. O Diego está acordado, está muito bem. Ele tem um pequeno ralo que vamos tirar amanhã. Ele suportou muito bem à cirurgia e está muito bem. Está lúcido e acordado e até quando ficará internado vai depender da evolução", declarou Leopoldo Luque, médico particular do ex-jogador de futebol, ao veículo na época.

intervenção foi necessária após o diagnóstico de um hematoma subdural crônico. O ex-atleta estava internado desde o início da semana, com quadro de anemia agravado por desânimo. O jornal ainda apurou que a família e o próprio Maradona eram contra a realização da cirurgia, mas acabaram cedendo após a realização dos exames.