AnaMaria
Famosos / Novos planos

Neymar Jr. muda o destino do Réveillon e aparece em Santa Catarina após críticas por festa 

Jogador teria promovido evento aglomerado em Mangaratiba, no Rio de Janeiro

Da Redação Publicado em 31/12/2020, às 07h57 - Atualizado às 07h58

Neymar Jr. passará a virada do ano acompanhado dos amigos e do pai - Instagram/@neymarjr
Neymar Jr. passará a virada do ano acompanhado dos amigos e do pai - Instagram/@neymarjr

Após diversas críticas por um evento aglomerado em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, Neymar Jr. mudou o destino de seu Réveillon e surgiu em Santa Catarina, na última quarta-feira (30). No Instagram, o jogador apareceu nos stories de alguns amigos em Balneário Camboriú. 

O atleta deve passar a virada do ano no litoral sul catarinense acompanhado dos amigos Guilherme Pitta e Gil Cebola, além do pai, Neymar

A viagem do craque do clube francês PSG aconteceu após ele ser alvo de diversas críticas por promover um evento de cinco dias para centenas de pessoas no Rio de Janeiro em meio à pandemia de coronavírus. 

De acordo com o colunista do jornal O Globo, Ancelmo Gois, a festa teria custado R$ 4 milhões para Neymar Jr. e contou a presença de diversas influenciadores digitais.  

CRÍTICAS
Por causa da festa, Neymar recebeu críticas de diversas personalidades. Uma delas foi o apresentador Datena, que fez questão de falar sobre o evento em seu blog. 

"Eu jamais quero defender o Neymar, não é isso, mas velho, se for falta de respeito, o que tem de falta de respeito no Brasil, porque parece que nós estamos vivendo em outro planeta, não é em outro país”, iniciou.

"As praias do Brasil estão lotadas. Os bares do interior estão lotados. Festas no interior, em São Paulo, baile funk, baile do bacana, tudo lotado”, exclamou.

Logo em seguida, o jornalista disse o que pensa. “O Neymar é mais um em um país que eu não entendo o que está acontecendo aqui, sinceramente eu não entendo. Ele é mais um entre milhões de brasileiros que não estão acreditando que o mundo acabou, as pessoas não estão acreditando que essa doença é verdadeira, é um negacionismo desgraçado. Parece que a gente está vivendo em um país fora do Planeta Terra. Parece que a gente está vivendo independentemente do mundo da Lua, ou de Marte, ou sei lá o que. Então o Neymar é mais um desses caras todos aí”, concluiu.