AnaMaria
Famosos / Polêmica!

Neymar se pronuncia após acusações de assédio sexual: ''Não deram a oportunidade de me defender''

Contrato do jogador com a Nike foi rompido devido ao episódio polêmico

Da Redação Publicado em 28/05/2021, às 14h20 - Atualizado às 15h39

Neymar é acusado de assédio sexual por funcionária da Nike - Instagram/@neymarjr
Neymar é acusado de assédio sexual por funcionária da Nike - Instagram/@neymarjr

Neymar precisou ir às redes sociais, nesta sexta-feira (28), para se pronunciar pela primeira vez a respeito de um assunto bastante polêmico que tem envolvido seu nome

Isso porque, segundo informações do Jornal norte-americano ‘Wall Street Journal’, uma funcionária da Nike denunciou o jogador após um suposto episódio de assédio sexual. O caso teria acontecido em 2016 quando, em sua passagem por Nova York, nos Estados Unidos, o jogador teria tentado forçá-la a fazer sexo oral.

Apesar de nunca ter sido processado diretamente pela moça, o contrato multimilionário do jogador com a marca esportiva foi rompido, mas nunca, de fato, justificado. O motivo veio à tona apenas neste momento.

“Os fatos podem ser distorcidos porque as pessoas os enxergam de ângulos diferentes. Não temos como negar que a vida é assim. Faz parte! Até entendo quando alguém faz uma crítica sobre minhas condutas, minha forma de jogar e de viver a vida. Somos diferentes!”, começou escrevendo em seu perfil oficial do Instagram.

Na sequência, Neymar declarou que tem muito comprometimento e respeito com as marcas que o patrocinam:: “Eu realmente não entendo como uma empresa séria pode distorcer uma relação comercial que está apoiada em documentos. As palavras escritas não podem ser modificadas. Elas sim são muito claras”.

“Não deixam dúvidas! Desde os meus 13 anos, quando assinei meu primeiro contrato, sempre fui alertado: não fale sobre os seus contratos! Contratos são sigilosos!”, acrescentou.

Ainda no texto, o jogador do Paris Saint-Germain se queixou da descredibilidade que lhe foi dada durante o processo: “Contrariar essa regra e afirmar que o meu contrato foi encerrado porque não contribuí de boa-fé com uma investigação, isso é absurdo, mentiroso. Mais uma vez sou advertido que não posso comentar em público. Indignado vou obedecer! Mas a matéria do WSL é muito clara”.  

“Eu não sabia! Em 2017 viajei novamente para os EUA para campanha publicitária, com as mesmas pessoas, nada me contaram, nada mudou! Em 2017, 2018, 2019 fizemos viagens, campanhas, inúmeras sessões de gravação. E nada me contaram”, afirmou.

Na sequência negou qualquer tipo de envolvimento com a moça: “Um assunto com tamanha gravidade e nada fizeram. Quem são os verdadeiros responsáveis? Não me deram a oportunidade de me defender. Não me deram a oportunidade de saber quem é essa pessoa que se sentiu ofendida. Eu nem a conheço. Nunca tive nenhum relacionamento”.

Neymar ainda teceu duras críticas à marca, afirmando que foi traído pelas costas: “Não tive sequer oportunidade de conversar, saber os reais motivos da sua dor. Essa pessoa, uma funcionária, não foi protegida. Eu, um atleta patrocinado, não fui protegido. Até quando? Ironia do destino continuarei a estampar no meu peito uma marca que me traiu”. 

“Essa é a vida! Sigo firme e forte acreditando que o tempo, sempre esse cruel tempo, trará as verdadeiras respostas. Fé em Deus!", concluiu.

Vale lembrar que o contrato do jogador foi rompido porque, de acordo com a marca, ele não contribuiu com as investigações.