AnaMaria
Famosos / Ex-Masterchef'

No Brasil há 21 anos, Paola Carosella entrega documentos para naturalização

A medida é para que a chef seja reconhecida como brasileira no papel

Da Redação Publicado em 20/06/2021, às 12h24 - Atualizado às 12h24

A chef Paola Carosella - Globo
A chef Paola Carosella - Globo

Argente de nascença, Paola Carosella mora no Brasil há muito tempo, mas apenas agora entrará com o processo de naturalização. O processo faz com que o cidadão renuncie sua condição no país de nascença, e adquira outra no lugar onde mora. No ‘Altas Horas’ do último sábado (19), ela contou a novidade a Serginho Groisman.

“Já está saindo (o processo). Já entreguei toda a documentação. Sou residente permanente há 21 anos e agora entrei com processo de naturalização brasileira”, revelou ela.

Falando sobre a cultura brasileira, a ex-Masterchef exaltou o Nordeste do país, e lamentou que o povo da região precise se deslocar para as grandes cidades em busca de melhores oportunidades.

"A gente tem que falar sobre a dificuldade que essas pessoas têm em conseguir trabalhos em seus lugares. A grande migração para São Paulo é porque não tem empregos. Acontece em qualquer lugar do mundo, onde se vai para grandes cidades em busca de oportunidades melhores", ressaltou.

Outra curiosidade sobre sua vinda para o Brasil, é que ela se acostumou com o sotaque baiano, e acreditou que algumas expressões eram usadas em todo o país.

"E eu falo que aprendi 'baianês' antes de português; As pessoas que estavam na cozinha eram todas baianas e eu amo. Quando saía para jantar e, no restaurante, perguntavam se tinha reserva, eu falava: ‘tem não’ (falando com sotaque). Achava lindíssimo sem fazer a mínima ideia de que não estava certo. Mas aprendi a falar desse jeito", divertiu-se.