No Brasil, Yasmin Brunet reclama de diferença de horário das provas de Gabriel Medina em Tóquio

A loira foi barrada de ir às Olimpíadas e tem de lidar com o fuso horário de 12 horas

Da Redação Publicado segunda 26 julho, 2021

A loira foi barrada de ir às Olimpíadas e tem de lidar com o fuso horário de 12 horas
Yasmin Brunet reclama de cansaço após passar a madrugada vendo Gabriel Medina competindo - Instagram/@yasminbrunet1

Após ser barrada pelo Comitê dos Jogos Olímpicos, Yasmin Brunet continuou dando apoio ao marido, Gabriel Medina. Entretanto, o surfista, que está em Tóquio disputando uma medalha pela primeira vez, está em um fuso completamente diferente da amada, que continuou no Brasil.

Com uma diferença de 12 horas, o atleta participou de uma bateria de surfe nesta segunda-feira (26), às quatro horas da tarde no Japão. Só que, aqui no Brasil, já eram quase quatro horas da manhã. Por meio de suas redes sociais, a modelo fez um desabafo sobre o cansaço que vem sentindo por acompanhar o maridão.

"Gente, bom dia, é hoje! E eu tô assim… só tô 'calma', aparentemente, porque devo ter dormido umas três horas, quatro estourando. Eu estou calma porque não tenho mais energia no meu corpo. Vou recuperar hoje. Vou esperar vocês para torcerem comigo. Estou me sentindo um zumbi", disse por meio do seus Stories do Instagram.

Vale lembrar que Medina foi classificado para às quartas de final das Olimpíadas de Tóquio. O atleta vem detonando e conseguindo um excelente destaque entre os outros competidores.

POLÊMICA

Simone Medina, mãe de Gabriel Medina, voltou a alfinetar Yasmin Brunet, sua nora. Depois que a modelo tentou embarcar para Tóquio, a fim de acompanhar o amado nas Olimpíadas, e não conseguir, a matriarca da família Medina falou sobre um possível neto.

“Não teria cabimento fazer todo esse auê para pegar um voo tão longo logo no comecinho da gravidez”, entregou Simone em entrevista à Veja. Ela ressaltou que não se importa e "morre de preguiça" do assunto netos. “Quem tem filho, corre esse risco”, opinou.

“Ela queria ir junto e proibiram, pronto. Tem que aceitar”, completou a mãe de Medina.

Luiza Brunet, mãe de Yasmin, defendeu a filha: “Pode ser que ela não queira falar, o que eu entendo. Mas ficaria muito feliz em ser avó”.

Último acesso: 19 Oct 2021 - 11:10:52 (1148085).