famosos   / DESABAFO

Pocah chora após ter clipe censurado pelo YouTube: ‘‘O mais caro da minha carreira’’

Ex-BBB lamentou a sensação de impotência e questionou os motivos da decisão da plataforma

Da Redação Publicado sábado 31 julho, 2021

Ex-BBB lamentou a sensação de impotência e questionou os motivos da decisão da plataforma
Segundo ela, a produção não contêm nenhuma 'cena pesada' - Instagram/@pocah

Pocah estava toda feliz com o lançamento de seu mais novo clipe, chamado ‘Muito Prazer’, na última sexta-feira (30). Entretanto, tudo mudou quando a cantora percebeu que o vídeo estava sendo censurado pelo YouTube. Segundo ela, isso significa que o conteúdo é entregue para um número menor de pessoas por conter cenas consideradas inadequadas pela plataforma. 

"Assim, a música se perde. Perde a mensagem principal dela, que é a liberdade da mulher. É até uma ironia. Esse é, sem dúvidas, o clipe mais caro da minha carreira. Trabalho lindo, do qual estou muito orgulhosa", lamentou através dos Stories, com lágrimas nos olhos. 

Em seguida, a ex-BBB defendeu que o YouTube teria adotado critérios retrógrados para censurar a gravação. "Eu falo sobre o prazer feminino na música. Por que eu não posso falar disso em pleno século XXI? 2021, e uma mulher falando sobre seus prazeres assusta”

Pocah também destacou que existem muitos conteúdos polêmicos que poderiam ser censurados pela plataforma, porém continuam no ar. “Mais que tristeza, é revolta. No YouTube tem um monte de canais preconceituosos, racistas, propagando fake news e não são censurados",

Segundo ela, não existem razões para a restringir o seu conteúdo, considerando que não existem cenas de beijo, sexo ou nudez. “É só uma mulher falando sobre liberdade sexual. Mas a mulher só pode rebolar a bunda e ser sexualizada, é isso? Quando ela fala, quando usa a voz como eu usei, é censurada". 

Por fim, Pocah publicou um grito contra a opressão dos corpos femininos e declarou que a situação servirá de incentivo para produzir ainda mais. "Quero ser livre para cantar o que eu quiser, falar o que eu quiser! Nós, mulheres, não devemos permitir essa imposição de limite o tempo todo pra gente. Não aceito isso, e agora sinto vontade de fazer o dobro do que tenho planejado porque ninguém vai me parar. Estou muito triste. Estou revoltada e com uma grande sensação de impotência", concluiu. 

Confira:

Último acesso: 18 Sep 2021 - 11:40:58 (1148322).