AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Famosos / Investigação

Polícia Civil realiza busca e apreensão nos endereços de Nego do Borel

O cantor teve seu passaporte, celular e computador apreenditos

Da Redação Publicado em 28/01/2021, às 11h52 - Atualizado às 11h52

Polícia Civil apreende passaporte, celular e computador de Nego do Borel - Instagram / @negodoborel
Polícia Civil apreende passaporte, celular e computador de Nego do Borel - Instagram / @negodoborel

Em parceria com agentes do Rio de Janeiro, a Polícia Civil de São Paulo cumpriu dois mandados de busca e apreensão contra Nego do Borel, na manhã desta quinta-feira (28).

Segundo informações do G1, as ações foram executadas em dois endereços do cantor, para investigar as acusações feitas pela ex-noiva, Duda Reis.

As informações dizem que, na mansão do artista no Recreio dos Bandeirantes, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), a polícia apreendeu seu passaporte, o que o torna impedido de sair do país.

O segundo endereço é em São Paulo, onde Borel estava. Ele teve seu celular e computador apreendidos.

ACUSAÇÕES

Duda acusa Nego do Borel de estupro de vulnerável, lesão corporal, violência doméstica, injúria e ameça, por meio de um boletim de ocorrência registrado em 14 de janeiro e divulgado na íntegra no programa ‘A Tarde é Sua’.

Dentre elas, a influenciadora afirma que teme pela sua integridade física, uma vez que o cantor já teria transmitido HPV para ela.

Segundo o B.O.: "A vítima informa que teme por sua integridade física pois o autor presenciou chamadas de vídeos para presidiários. Que a vítima foi traída diversas vezes pelo autor sem que soubesse e que contraiu HPV do autor. Que a vítima só teve 1 parceiro sexual antes do agressor que recentemente a mídia divulgou que o autor engravidou uma mulher. Que manteve relação sexual com outras mulheres. Que ao término da relação, em dezembro de 2020, a vítima descobriu constantes traições por parte do autor e passou a temer pela sua vida e de seus familiares, após diversos abusos. Que descobriu na residência do autor, uma arma fuzil e um cofre com 2 milhões de reais em espécie.”

Em contrapartida, Nego do Borel registrou um boletim de ocorrência por "crimes contra a honra" (injúria, calúnia e difamação), em 13 de janeiro.

{# Taboola Newsroom #}