AnaMaria
Famosos / Eita!

Presidente Jair Bolsonaro afirma que não irá se vacinar contra a covid-19: ''Liberdade acima de tudo''

Chefe de Estado alegou que seu corpo já possui anticorpos suficientes contra o vírus

Da Redação Publicado em 13/10/2021, às 14h10 - Atualizado às 14h10

Presidente ainda minimizou os efeitos do imunizante - Alan Santos/PR
Presidente ainda minimizou os efeitos do imunizante - Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro(sem partido) bateu o martelo e decidiu, de vez, que não irá se vacinar contra a covid-19. O chefe de Estado afirmou, na manhã desta quarta-feira (13), que já possui anticorpos suficientes contra o vírus e, por esse motivo, não precisa do imunizante. 

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, o mandatário defendeu seu poder de escolha: "No tocante à vacina, decidi não tomar mais a vacina. Estou vendo novos estudos, estou com a minha imunização lá em cima, IgG (anticorpos) está 990, para quê vou tomar a vacina? Para mim, a liberdade acima de tudo".

"Se o cidadão não quer tomar a vacina, é um direito dele e ponto final. Seria a mesma coisa que você jogar R$ 10 na loteria para ganhar R$ 2. Não tem cabimento isso", completou, minimizando a eficácia da vacina.

Vale mencionar que, em meados de abril, Bolsonaro já havia informado, durante uma live nas redes sociais, que esperaria a campanha de imunização para dar seu veredito final: "Está uma discussão agora se eu vou me vacinar ou não vou me vacinar. Eu vou decidir."

"O que eu acho? Eu já contraí o vírus. Eu acho que deve acontecer: depois que o último brasileiro for vacinado, se tiver sobrando uma vacina, então eu vou decidir se me vacino ou não. Esse é o exemplo que um chefe deve dar. Igual no quartel. Geralmente o comandante é o último a se servir", finalizou.