AnaMaria
Famosos / Emprego

Príncipe Harry consegue trabalho em startup após deixar realeza britânica

Duque de Sussex agora é diretor de impacto em empresa nos Estados Unidos

Da Redação Publicado em 23/03/2021, às 11h48 - Atualizado às 11h49

Príncipa Harry agora é executivo em empresa americana - Instagram/@sussexroyal
Príncipa Harry agora é executivo em empresa americana - Instagram/@sussexroyal

Príncipe Harrydeixou a realeza britânica com a esposa Meghan Markle e o filho Archie. No entanto, ele já tem um novo sustento. Isso porque agora o príncipe tem um cargo executivo em uma empresa localizada no Vale do Silício, nos Estados Unidos. 

De acordo com o Wall Street Jounal, Harry é o novo diretor de impacto da BetterUp, uma startup - empresa com modelo de negócio jovem, repetível e escalável - de coachin e saúde mental. 

“Pretendo ajudar a criar impacto na vida das pessoas”, disse Harry ao jornal sobre o trabalho. “O coaching proativo oferece possibilidades infinitas para o desenvolvimento pessoal, maior consciência e uma vida melhor em todos os aspectos.”

Ele contou que já chegou a utilizar os serviços da empresa, os quais como "realmente incrível".

REVELAÇÕES
Os duques de Sussex, que causaram polêmica ao anunciar o rompimento com a realeza no último ano, resolveram abrir o jogo sobre racismo, brigas entre familiares e saúde mental, durante uma entrevista com Oprah Winfrey divulgada no início do mês.

Um dos pontos que mais chamou atenção foi quando Meghan revelou a preocupação de alguns membros da Família Real Britânica quanto à cor da pele de seu filho, Archie. A atriz afro-americana contou que houveram "preocupações e conversas sobre como sua pele pode ficar escura quando ele nascer".

O casal concordou em não dar detalhes sobre quem havia feito tais afirmações. Vale lembrar que essa não é a primeira vez que a duquesa foi alvo de racismo após o casamento com Harry. Na mesma conversa, o príncipe chegou a afirmar que nenhum membro da Família Real protestou contra as diversas ofensas à Meghan. 

Ainda sobre Archie, nascido em maio de 2019, o casal explicou que os oficiais de Buckingham negaram um título real ao menino, assim como o direito à seguranças para sua proteção.

Meghan e Harry foram perguntados sobre as relações que mantém com os membros da realeza britânica, em especial a Rainha Elizabeth II. A duquesa pontuou que, ao contrário do que dizem os rumores, se dá muito bem com a monarca: "Eu amava estar na companhia dela. Tive momentos com ela que me faziam lembrar da minha avó, ela sempre foi muito acolhedora e amorosa", disse. 

Quanto à Kate Middleton, esposa do príncipe William, Meghan desmentiu reportagens que a acusavam de ter feito a cunhada chorar antes de seu casamento, em 2018. Segundo ela, o que aconteceu foi justamente ao contrário. "Alguns dias antes do casamento [Kate] estava chateada com os vestidos [das floristas] e isso me fez chorar", declarou. As duas teriam feito as pazes após o desentendimento. 

Por sua vez, Harry também enfrentou dificuldades com os parentes, especialmente após anunciar o rompimento com a realeza. O príncipe afirmou que chegou a ser ignorado pelo pai, o Príncipe de Gales. "Eu me sinto muito decepcionado porque ele passou por algo semelhante, ele sabe o que é sentir dor”, disse.