AnaMaria
Famosos / Polêmica

Rafa Kalimann dispara sobre declaração da Igreja Universal: ''Desonesto, limitador e anticristão''

Após Igreja Universal falar de ideologia e fé, a influenciadora digital soltou o verbo e deu sua opinião

Da redação Publicado em 26/01/2022, às 08h13

Rafa Kalimann opinou sobre texto polêmico da Igreja Universal - Instagram/@rafakalimann
Rafa Kalimann opinou sobre texto polêmico da Igreja Universal - Instagram/@rafakalimann

Rafa Kalimannnão deixou de opinar sobre uma declaração um tanto quanto polêmica que relacionou ideologia e fé. Na última segunda-feira (24), a influenciadora digital usou as redes sociais para discordar do artigo publicado no site oficial do templo e assinado pelo bispo Renato Cardoso.

Nos stories, a vice-campeã do 'BBB20' compartilhou um trecho do texto e disparou: "Afirmar que a fé religiosa de alguém coloca a pessoa automaticamente contra ou a favor de uma ideologia é desonesto, limitador e sobretudo anticristão", disse. 

Além disso Rafa também pontuou que "usar o evangelho para justificar o injustificável é má fé com quem tem fé”.  

storie-rafa-kalimann
Storie de Rafa Kalimann sobre Igreja Universal

ENTENDA

Na última segunda-feira (24/1), um artigo publicado no site oficial da Igreja Universal e assinado pelo bispo Rena Cardoso chamou a atenção e virou motivo de polêmica. Isso porque diz que fiéis cristãos não podem votar em partidos de esquerda. 

O texto afirma que os esquerdistas são os responsáveis pela polarização política porque eles fingem ser "defensores do povo” para repetir “fórmulas desgastadas e ineficazes”, como “regimes ditatoriais” para perseguir cristãos. 

A publicação ressalta que família e crença devem ser colocados de lado, caso os fiéis votem na esquerda. A publicação diz também que os esquerdistas desejam que a sociedade fique doente para que seja salva usando o chamado “assistencialismo manipulador”.

O texto fala ainda de que os esquerdistas são contra o “casamento convencional", mas a favor da “liberdade do uso de drogas”.

“Se você se diz cristão e ainda vota na esquerda, há apenas duas possibilidades: ou você não segue realmente os ensinamentos do cristianismo, ou os segue e ainda não entendeu o que a esquerda é verdadeiramente”, diz o texto.