AnaMaria
Famosos / Vitória!

Rebeca Andrade conquista medalha de ouro em salto histórico nas Olimpíadas de Tóquio

A ginasta foi a única a atingir uma média acima de 15,000 pontos

Da Redação Publicado em 02/08/2021, às 11h27 - Atualizado às 11h27

Rebeca Andrade leva ouro na final do salto - Miriam Jeske/COB
Rebeca Andrade leva ouro na final do salto - Miriam Jeske/COB

Histórica! Rebeca Andrade conquistou a segunda medalha de ouro para o Brasil, no último domingo (01), após disputar a final do salto da ginástica artística. Na ocasião, a atleta deu um verdadeiro show de talento e tornou-se a primeira mulher brasileira a vencer duas modalidades em uma única edição dos Jogos Olimpícos.

Após a desistência da então favorita norte-americana Simone Biles, o caminho rumo à vitória ficou ainda mais perto para Rebeca. A ginasta aplicou toda sua técnica em um salto cheio de atitude e, sem deixar chances para as concorrentes, atingiu a média de 15,083 pontos.

Seguindo a líder no ranking, a vice-campeã Mykayla Skinner fez 14,916 pontos, já a medalhista de bronze, a sul-coreana Seojeong, marcou 14,733.

Ao final da disputa, Rebeca não conteve a emoção e fez uma dedicação para lá de especial: "Eu dedico a conquista da medalha de ouro a todo mundo, mas, em especial, ao meu treinador, Francisco Porath. A gente trabalhou muito e era um dos aparelhos em que eu tinha mais chance, como vocês sabem. Eu fiquei muito satisfeita. Acho que fico mais feliz com a felicidade dele do que com a própria medalha".

"Ele só quer me ver brilhar e a única forma que eu posso retribuir é com a minha ginástica e nosso trabalho. Eu pude fazer isso por ele na quinta, com a medalha de prata, e hoje, com a medalha de ouro. E é isso que eu vou buscar fazer, dar orgulho para as pessoas, para a minha família e pra mim", finalizou, em entrevista ao Comitê Olímpico.

Vale lembrar que a comemoração de Rebeca esse ano é em dose dupla. Na final do individual geral, na última quinta-feira (29), a ginasta brilhou no ginásio e conquistou medalha de prata, tornando-se também a primeira brasileira a subir no pódio da modalidade.