AnaMaria
Famosos / Por onde anda...

Saiba por onde anda Daniela Escobar, a Maysa de 'O Clone'

Longe das telinhas há cerca de nove anos, a atriz Daniela Escobar está estudando medicina preventiva nos Estados Unidos

Da redação Publicado em 19/01/2022, às 09h53

Daniela Escobar está longe da TV desde 2013 - TV Globo/Renato Rocha Miranda
Daniela Escobar está longe da TV desde 2013 - TV Globo/Renato Rocha Miranda

A reprise de 'O Clone', no Vale a Pena Ver de Novo da TV Globo, fez o público relembrar alguns atores que estão sumidos e há algum tempo não aparecem nas telinhas. É o caso de Daniela Escobar, que interpreta Maysa e contracena com Mel Lisboa, Murilo Benício, Neusa Borges e Reginaldo Faria no folhetim. 

O último trabalho da atriz na TV foi em 'Flor do Caribe', exibida em 2013. Desde então, os telespectadores não viram mais Daniela em novas tramas. Isso porque ela está morando nos Estados Unidos, onde irá concluir dois cursos na área da saúde. 

"Estou finalizando dois cursos de medicina preventiva. Em um deles estudo prevenção baseada na medicina ayurveda e o outro na nutrição. Recentemente comecei mais um curso sobre os efeitos do aquecimento Global na nossa saúde. Meus projetos do momento são todos ligados à área da saúde", disse ao Globo Imprensa.

FAMA INTERNACIONAL 

Morando fora do país, ficou ainda mais nítido para Daniela o sucesso da novela 'O Clone', lançada há 20 anos. A atriz contou que teve o trabalho reconhecido na América Latina, nos Estados Unidos e até mesmo na Rússia. "Isso me abriu muitas oportunidades", disse.

Tanto que, atualmente ela ainda recebe abordagens sobre a trama. "Amam a novela e a minha Maysa. As manifestações dos russos são impressionantes. A novela passa na Rússia, sem parar, esses vinte anos! Agora com as mídias sociais são diários os comentários, os envios de fotos e cenas minhas por eles. Recebo mil elogios e um carinho contínuo", destacou.

Embora o sucesso perdure, Daniela revelou que não consegue acompanhar a reprise. Ainda assim, ela recebe cenas nas redes sociais e não esconde que sempre faz uma autocrítica. "Sempre penso que poderia ter feito de um outro jeito, que poderia ter afinado melhor. O que tem acontecido bastante é eu me surpreender com certas cenas, por eu absolutamente não lembrar de sequer as ter feito. Foi um volume de trabalho grande e muitas cenas é como se eu as estivesse assistindo pela primeira vez como espectadora mesmo", contou.