AnaMaria
Famosos / Justiça

SBT é condenado a pagar R$ 500 mil por humilhação a Rachel Sheherazade

Jornalista Rachel Sheherazade acusou Silvio Santos de machismo em 2017

Da Redação Publicado em 22/01/2022, às 11h45

Caso gerou polêmica durante o Troféu Imprensa de 2017 - Instagram/@rachelsherazade
Caso gerou polêmica durante o Troféu Imprensa de 2017 - Instagram/@rachelsherazade

A Justiça do Trabalho condenou o SBT a indenizar Rachel Sheherazade em R$ 500 mil. A jornalista processou a emissora ao se sentir constrangida por Silvio Santos durante sua participação no Troféu Imprensa de 2017. Além disso, ela exigiu direitos trabalhistas que não haviam sido cumpridos em sua época de funcionária.

O responsável por emitir a sentença foi o juiz Ronaldo Luis de Oliveira, da 3ª Vara do Trabalho de Osasco, na Grande São Paulo, na última sexta-feira (21). O processo tramitava desde abril de 2021 - quando foram pedidos cerca de R$ 20 milhões de indenização.

Na ação, Sheherazade relembrou o tratamento que recebeu de Silvio Santos em 2017. O dono do SBT humilhou a jornalista ao afirmar que ela havia sido contratada para exibir sua beleza e ler notícias, não para emitir opiniões políticas.

“Se quiser fazer política, compre uma estação de televisão vá fazer por sua conta, aqui não. Chamei para você continuar com a sua beleza, com a sua voz, para ler as notícias no teleprompter. Não foi para você dar a sua opinião", disse ele após Rachel criticar Jair Bolsonaro.

A ex-funcionária considerou a situação um ato de machismo e argumentou que foi tratada de modo “depreciativo, preconceituoso, vexatório, humilhante e constrangedor" no ambiente de trabalho.

Outro ponto trazido à tona no processo foi o modelo de contratação de Sheherazade. Isso porque a âncora prestava serviços como pessoa jurídica à empresa, porém afirmou ter vínculos irregulares de pessoa física - como fazer horas extras e plantões. Dessa forma, o SBT terá que reconhecê-la como funcionária CLT pela decisão da Justiça.

PRONUNCIAMENTO

Enquanto o SBT segue em silêncio sobre o caso, Rachel Sheherazade comemorou o resultado através das redes sociais. Vale destacar que a emissora pode entrar com recurso contra o pagamento da indenização.

"Parabéns aos meus advogados e a toda equipe do escritório Mainenti Grossi Froes de Aguilar pela gigantesca vitória! Ainda falamos em primeira instância, mas independentemente de qualquer coisa já me sinto vitoriosa", escreveu a jornalista.