famosos   / Polêmica!

Sem comprovante de vacinação, Bolsonaro come pizza nas calçadas de Nova York

Presidente é proibido de frequentar bares e restaurantes da capital estadunidense

Da Redação Publicado segunda 20 setembro, 2021

Presidente é proibido de frequentar bares e restaurantes da capital estadunidense
Bolsonaro janta pizza em calçada com sua comitiva oficial - Reprodução/Instagram

De passagem pelos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi flagrado, na noite do último domingo (19), comendo uma fatia de pizza com parte de sua comitiva nas calçadas de Nova York. O motivo? O Chefe de Estado ainda não se imunizou contra a Covid-19 e, por isso, não pode frequentar bares e restaurantes da cidade.

A pizzaria escolhida pelo grupo de políticos não possui mesas internas e funciona apenas em um tipo de balcão, onde os clientes retiram os produtos e levam para casa. Mesmo se tivesse, Bolsonaro não poderia usufruir da estrutura do local, isso porque ele não possui um comprovante oficial de vacinação.

"Vamos de Pizza com Coca Cola", escreveu o ministro Gilson Machado em um registro publicado nas redes sociais.

O jantar "informal" contou com nomes importantes, como o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite, e o chanceler Carlos Alberto França. O grupo está na capital estadunidense para participar da 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, em que o presidente deverá discursar sobre o marco temporal das terras indígenas.

Em um encontro com apoiadores, na última sexta-feira (17), ele declarou que irá apresentar "realidade do que é o nosso Brasil", além de prometer "verdades" em sua passagem pelos EUA. Vale lembrar que o Chefe de Estado quase ficou de fora do evento, uma vez que a ONU chegou a avisar que não liberaria a entrada de pessoas não imunizadas, mas voltou atrás na decisão. 

 

 

CONTRA MÁSCARAS

O presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido) polemizou, mais uma vez, ao falar sobre o uso de máscaras em todo território brasileiro. Em entrevista à Rádio Nova Regional, ele pontuou que o vírus da covid-19 "veio para ficar" e que, por esse motivo, a população terá que aprender a conviver com ele.

Segundo Bolsonaro, uma reunião com o Ministro Marcelo Queiroga será realizada para dar uma "solução a esse caso". Entre os assuntos que serão discutidos está a obrigatoriedade do uso de máscara, a qual ele logo pretende colocar fim: "Talvez tenha uma data a partir de hoje". 

Apesar do desejo de que o acessório seja dispensado, o presidente garantiu que, por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), governadores e municípios podem manter a obrigatoriedade. Ainda na ocasião, ele aproveitou para criticar João Dória (PSDB), afirmando que as vacinas produzidas pelo Instituto Butantan são ineficazes e "não estão dando certo"

"Uma chinesa aí", disse, em menção à Coronavac. "A população tem direito de saber da real efetividade da vacina", completou ele. 

 

Último acesso: 06 Dec 2021 - 22:22:42 (1150192).