AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Show de R$1,2 milhão de Gusttavo Lima é cancelado no interior de MG

Após polêmicas, prefeito cancelou os show de Gusttavo Lima e Bruno & Marrone

Da Redação Publicado em 29/05/2022, às 08h51

Pagamento dos cachês milionários teria sido desviado da verba público - Instagram/@gusttavolima
Pagamento dos cachês milionários teria sido desviado da verba público - Instagram/@gusttavolima

Gusttavo Lima foi alvo de polêmicas após o anúncio de que teria recebido R$ 1,2 milhão da prefeitura de Conceição do Mato Dentro (MG) para realizar um show na cidade. Devido à repercussão, o prefeito José Fernando Aparecido de Oliveira anunciou, no último sábado (28), que a apresentação do sertanejo foi cancelada. O show da dupla Bruno & Marrone também não irá mais acontecer.

“Infelizmente, nós vamos ter que adiar a vinda do Embaixador e também de Bruno & Marrone, por questões eleitorais, que tentaram envolver a nossa cidade e a minha honra pessoal. E nós não vamos permitir que sejamos envolvidos em questões que não nos representam”, declarou o político através de um vídeo nas redes sociais.

O político, que é mais conhecido como Zé Fernando, defendeu que a Cavalgada do Senhor Bom Jesus do Matosinhos, em que os artista iriam performar, é capaz de movimentar a economia da região - rendendo mais de R$ 21 milhões e atraindo cerca de 20 mil turistas ao local.

Ainda assim, serão mantidas as apresentações de outros grandes artistas da música sertaneja: Simone & Simaria, Israel & Rodolffo, Zé Vaqueiro, entre outros. O evento acontecerá entre os dias 17/06 e 23/06. 

Confira a publicação completa:

ENTENDA

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) abriu uma investigação sobre o desvio de verba pública para custear o show de Gusttavo Lima em Conceição do Mato Dentro, sob o cachê de R$ 1,2 milhão.

Segundo a Folha de S.Paulo, o dinheiro entregue ao Embaixador veio de um tributo pago por mineradoras ao governo federal, a Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM) - que deve ser utilizada para melhorias infraestrutura, qualidade ambiental, saúde e educação da cidade.

Recentemente, Gusttavo também foi alvo de denúncias por um cachê de R$ 800 mil oferecido pela prefeitura de São Luiz (RR). O caso também está sendo investigado.

{# Taboola Newsroom #}