AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

TV Globo corta Elizângela de ‘Travessia’ por atriz recusar imunização

Elizângela se recusou a tomar a vacina contra Covid-19 e foi cortada pela emissora, cujos protocolos são rígidos

Redação Publicado em 24/06/2022, às 14h00

TV Globo corta Elizângela de ‘Travessia’ por atriz recusar imunização - Instagram/@atrizelizangela
TV Globo corta Elizângela de ‘Travessia’ por atriz recusar imunização - Instagram/@atrizelizangela

Elizângela, que estava cotada para a nova novela das nove da Rede Globo, ‘Travessia’, foi cortada do elenco por não querer se vacinar contra Covid-19. Os protocolos de segurança sanitária da emissora são rígidos quanto a imunização.

Segundo o colunista Gabriel Perline, do iG, a atriz recebeu o convite pessoalmente da autora Glória Perez para atuar na novela, que ganhará o horário nobre após o fim de ‘Pantanal’.

A escritora e a artista são grandes amigas e já trabalharam juntas em outras novelas de Perez, inclusive no último trabalho da autora, ‘A força do querer’. 

A informação do corte de Elizângela já foi confirmada pelo empresário da atriz global. 

INTERNAÇÃO E NEGACIONISMO

Apesar da recusa quanto a imunização, Elizângela já foi internada com covid e inclusive precisou ser entubada. O caso ocorreu em Janeiro deste ano.

“Ela foi levada direto para a sala vermelha, em estado grave, onde foi estabilizada e recebeu o pronto atendimento. Elizangela está sob observação da equipe médica e multidisciplinar, recebendo o tratamento necessário e segue na sala vermelha da unidade”, dizia o boletim médico após melhora.

Ao sair do hospital, no entanto, ela prosseguiu com sua decisão de não se imunizar: “Fizeram aquele bando de ‘fake news’ comigo sobre eu ser contra a vacina. Eu não sou contra a vacina. Sou uma senhora de 67 anos que vai tomar a vacina da gripe”, declarou ela.

Quanto a vacina da covid, por outro lado, apenas afirmou: “Não sou cobaia”. 

NÃO É A ÚNICA

Elizângela não é a única sendo vetada de ‘Travessia’. A atriz ultraconservadora portuguesa, Maria Vieira, também acusou a Globo por impedir sua contratação para a nova novela das nove, e não poupou palavras para condenar a emissora. 

“E depois de eu ter sido instruída para iniciar o processo de contratação é legítimo depreender que o fato de eu ser uma atriz conservadora, de direita, ser apoiante do presidente Jair Bolsonaro e Deputada Municipal do CHEGA [partido de extrema direita em Portugal] terá sido o único motivo pelo qual eu fui afastada do elenco", acusou por meio de seu Facebook.

Confira o depoimento completo.