AnaMaria
Famosos / Eita!

‘‘Um dos maiores canalhas do Brasil’’, dispara Roger Moreira sobre José de Abreu

Vocalista do Ultraje a Rigor também fez críticas a Samantha Schmutz e a Wagner Moura

Da Redação Publicado em 20/11/2021, às 18h28 - Atualizado às 18h32

Roger Moreira no 'Programa do Raul Gil' - SBT
Roger Moreira no 'Programa do Raul Gil' - SBT

Roger Moreira não fugiu de polêmicas ao participar do ‘Programa do Raul Gil’ neste sábado (20). O vocalista do grupo Ultraje a Rigor fez duras críticas ao ator José de Abreu, assim como a Samantha Schmutz e a Wagner Moura - todas relacionadas à diferentes posições políticas e sociais. 

Sobre o intérprete de Santiago em ‘Um Lugar ao Sol’, afirmou: “Ele é um dos maiores canalhas do Brasil. Não é nem um bom ator (...) Por fazer parte de uma turminha lacradora, ele acha que pode cuspir em mulher, até cuspiu na cara de uma moça em um restaurante. Ele acha que está certo e o resto, errado". 

O episódio mencionado por Roger aconteceu em maio de 2016, quando José de Abreu foi flagrado cuspindo em um casal que o abordou em um restaurante. Na época, o global argumentou que perdeu a cabeça diante das agressões verbais feitas pelos dois. 

Quem também não escapou das críticas de Roger Moreira no quadro ‘Pra Quem Você Tira o Chapéu’ foi Samantha Schmutz. “Eu gostava do Juninho Play, mas ela quis forçar outros artistas a assumirem a mesma postura dela. A pessoa não queria dar opinião, mas Samantha exigia que ela se posicionasse e para o lado dela. Fez um escarcéu”, disse. 

Por fim, Wagner Moura foi acusado de exaltar um terrorista no filme ‘Marighella’. “Não tenho nada contra a pessoa, mas contra as atitudes. Ele como Capitão Nascimento foi excelente, ao contrário dele achando que o governo tem que dar dinheiro para ele fazer filme, militância”. 

“Eu nunca pedi dinheiro para o Estado. Outro dia, falou que Bolsonaro é um terrorista, sendo que ele mesmo fez um filme sobre um terrorista”, completou em menção às constantes críticas de Wagner Moura ao presidente. 

Os únicos para quem Roger Moreira tirou o chapéu foram o treinador Rogério Ceni, o jogador de vôlei Maurício Souza, o apresentador Danilo Gentili e o empresário Tutinha de Carvalho. O cantor também criticou o passaporte da vacina, o ‘politicamente correto’ e o uso da linguagem neutra.