AnaMaria
Famosos / Arraso!

''Uma boa provocação", diz Andréa Beltrão sobre masturbação em ‘Um Lugar ao Sol’

A cena chamou atenção dos telespectadores e a atriz se pronunciou sobre o assunto

Da Redação Publicado em 13/12/2021, às 16h05 - Atualizado às 16h05

Andréa Beltrão em 'Um Lugar ao Sol' - TV Globo
Andréa Beltrão em 'Um Lugar ao Sol' - TV Globo

Andréa Beltrão se surpreendeu, assim como o público, com a cena de masturbação de Rebeca, sua personagem em ‘Um Lugar ao Sol’,novela do horário das 21h na TV Globo. A atriz não esperava que a cena fosse ao ar, mas, além de exibir, este também foi um dos assuntos mais comentados do Brasil no Twitter.

“Nesses tempos tão retrógrados achei que nem fosse passar. Quando vi, pensei: “Que ótimo!”. Achei um bom barulho, uma boa provocação “, disse a atriz, em entrevista ao O Globo. Além disso, a atriz também ressaltou que está adorando discutir dilemas femininos em horário nobre. 

“Um bom combate. Me mandaram pessoas dizendo “que absurdo uma mulher se masturbando na hora do jantar”. Bom, a gente não escolhe exatamente a hora que vai se masturbar, né? Cada mulher se masturba na hora que dá vontade nela”, completou Andréa, sobre a repercussão da cena da masturbação.

A intérprete de Rebeca revelou que a gravação da cena foi um barato e não sentiu constragimentos.Na ocasião, a personagem estava lendo o livro ‘As mil e uma noites..’ e tinha um motivo para ser essa obra. “Levei esse livro para a gravação na primeira cena que fiz. Rebeca é uma mulher que lê, e quis colocá-lo. Não foi de caso pensado para essa cena, mas calhou. Foi demais, porque Sherazade é uma feminista imensa, salva muitas mulheres”, disse a atriz.

Em seguida, Andréa ressaltou que é maravilhoso falar de tabus como menopausa, por meio de sua personagem. “Na pandemia, ficou visível a discussão dos fios brancos crescendo, não dava para pintar cabelo, essas coisas que dão uma imagem “lux luxo”. Abriu um portão, tipo: “Por que a gente tem que? O que esperam das mulheres?”. É melhor não esperar nada, porque só vamos fazer o que tivermos a fim. Esse é o melhor lugar, o da liberdade, de sermos honestas com nosso desejo. Lícia (autor da novela), uma mulher de 50 anos, aproveitou bem o momento para colocar esses assuntos”, explicou. 

E A MENOPAUSA
Aos 58 anos, Andréa já passou pelo processo de menopausa e contou que teve início aos 50. “A menstruação foi marcante, assim como a menopausa, igualmente dramática porque a vida muda. Senti saudade da menstruação. Tive calores, fogacho, fiquei meio doidinha. Colágeno? Um abraço!”, contou. 

Em seguida, a atriz aproveitou para contar se fez reposição hormonal. “No começo, não. Mas o torniquete foi apertando, invadindo a questão sexual, a libido. Aí, falei: “Não dá, bicho, vamos morrer inteira, transando!” (risos). Fui na médica e pronto. Mas é um momento de passagem e tem sua beleza”, declarou.

“Deve ser tratado como mais um momento belo da mulher. Ela menstrua, pode ter filhos, se quiser. Eu sempre quis. Teve uma época que achava que não teria nenhum namorado, que era um bagulho. Pensava: se ninguém quiser ficar comigo, vou adotar um monte de filho. Mas namorei bastante.”,completou. 

A atriz aproveitou para falar que se sente mais bonita atualmente. “Me acho tão bem... Me olho no espelho e me acho tão bonita. Não penso “nossa, estou com 58 anos”, mas, “pô, estou legal hoje, essa roupa ficou boa”. Muitas vezes, me acho mais bonita hoje.”, contou. 

“Uma boa provocação", diz Andréa Beltrão sobre masturbação em ‘Um Lugar ao Sol’

A cena chamou atenção dos telespectadores e a atriz se pronunciou sobre o assunto

Andréa Beltrão se surpreendeu, assim como o público, com a cena de masturbação de Rebeca, sua personagem em ‘Um Lugar ao Sol’,novela do horário das 21h na TV Globo. A atriz não esperava que a cena fosse ao ar, mas, além de exibir, este também foi um dos assuntos mais comentados do Brasil no Twitter.

“Nesses tempos tão retrógrados achei que nem fosse passar. Quando vi, pensei: “Que ótimo!”. Achei um bom barulho, uma boa provocação “, disse a atriz, em entrevista ao O Globo. Além disso, a atriz também ressaltou que está adorando discutir dilemas femininos em horário nobre. 

“Um bom combate. Me mandaram pessoas dizendo “que absurdo uma mulher se masturbando na hora do jantar”. Bom, a gente não escolhe exatamente a hora que vai se masturbar, né? Cada mulher se masturba na hora que dá vontade nela”, completou Andréa, sobre a repercussão da cena da masturbação.

A intérprete de Rebeca revelou que a gravação da cena foi um barato e não sentiu constragimentos.Na ocasião, a personagem estava lendo o livro ‘As mil e uma noites..’ e tinha um motivo para ser essa obra. “Levei esse livro para a gravação na primeira cena que fiz. Rebeca é uma mulher que lê, e quis colocá-lo. Não foi de caso pensado para essa cena, mas calhou. Foi demais, porque Sherazade é uma feminista imensa, salva muitas mulheres”, disse a atriz.

Em seguida, Andréa ressaltou que é maravilhoso falar de tabus como menopausa, por meio de sua personagem. “Na pandemia, ficou visível a discussão dos fios brancos crescendo, não dava para pintar cabelo, essas coisas que dão uma imagem “lux luxo”. Abriu um portão, tipo: “Por que a gente tem que? O que esperam das mulheres?”. É melhor não esperar nada, porque só vamos fazer o que tivermos a fim. Esse é o melhor lugar, o da liberdade, de sermos honestas com nosso desejo. Lícia (autor da novela), uma mulher de 50 anos, aproveitou bem o momento para colocar esses assuntos”, explicou. 

E A MENOPAUSA
Aos 58 anos, Andréa já passou pelo processo de menopausa e contou que teve início aos 50. “A menstruação foi marcante, assim como a menopausa, igualmente dramática porque a vida muda. Senti saudade da menstruação. Tive calores, fogacho, fiquei meio doidinha. Colágeno? Um abraço!”, contou. 

Em seguida, a atriz aproveitou para contar se fez reposição hormonal. “No começo, não. Mas o torniquete foi apertando, invadindo a questão sexual, a libido. Aí, falei: “Não dá, bicho, vamos morrer inteira, transando!” (risos). Fui na médica e pronto. Mas é um momento de passagem e tem sua beleza”, declarou.

“Deve ser tratado como mais um momento belo da mulher. Ela menstrua, pode ter filhos, se quiser. Eu sempre quis. Teve uma época que achava que não teria nenhum namorado, que era um bagulho. Pensava: se ninguém quiser ficar comigo, vou adotar um monte de filho. Mas namorei bastante.”,completou. 

A atriz aproveitou para falar que se sente mais bonita atualmente. “Me acho tão bem... Me olho no espelho e me acho tão bonita. Não penso “nossa, estou com 58 anos”, mas, “pô, estou legal hoje, essa roupa ficou boa”. Muitas vezes, me acho mais bonita hoje.”, contou.