''Vocês falam que sou forte, mas não sou'', desabafa mãe de Paulo Gustavo em Missa de 7º Dia

Além de Déa Lúcia, Thales Bretas, marido do ator, também prestou homenagem para ele

Da Redação Publicado quarta 12 maio, 2021

Além de Déa Lúcia, Thales Bretas, marido do ator, também prestou homenagem para ele
Missa foi transmitida ao vivo pelo canal Multishow - Multishow

A Missa de Sétimo Dia de Paulo Gustavo foi realizada na noite da última terça-feira (11), aos pés do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Entre amigos e familiares, estavam presentes Dona Déa Lúcia, mãe do humorista, e Thales Bretas, seu marido. Os dois fizeram belas homenagens ao famoso. Primeiro, todas as luzes do monumento foram apagadas para celebrar a vida.

Depois, Déa performou a canção ‘Fascinação’, de Elis Regina, e explicou o motivo de ter escolhido a música para o filho.

"Vocês falam que sou forte, mas não sou. Minha força vem de Deus. Meu filho era fascinante. Ele gostava muito de me ver cantando, por isso vou cantar para ele. Obrigada aos amigos que estão aqui. Foram 54 dias de sofrimento, mas vocês me ajudaram e um beijo no coração de cada um de vocês. Um beijo para todos os fãs do Brasil que rezaram, oraram, cada um na sua religião”, agradeceu.

Lúcia ainda lamentou as mortes por covid-19 no país e se solidarizou às mães que perderam seus filhos para o vírus.

"Meu filho se curou, ele foi embora, se curou totalmente. Me coloco de joelhos para todas as mães que perderam seus filhos pra essa maldita doença. Muito triste filho ir embora antes da mãe, são os desígnios de Deus. Um beijo e obrigada por estarem comigo, com Juju, com Thales e ajudando a gente a superar isso tudo”, finalizou.

MARIDO E AMIGOS

Thales Bretas também proferiu um discurso emocionante: "Te amei demais, te amo e te amarei para sempre. Que sorte a minha ter um amor tão lindo e correspondido. Mesmo em tão pouco tempo, tínhamos tantos planos para tantos anos, acho que além da nossa encarnação. Realizamos muitos sonhos juntos, você despertou em mim uma pulsão de viver que eu desconhecia e me incentivou em cada dificuldade que eu tinha”.

Susana Garcia, irmã de Mônica Martelli, que teve contato pessoalmente com Paulo em seus últimos dias de vida, elogiou a autenticidade do artista. “Você agia exatamente conforme você pensava. A gente sempre queria a sua opinião porque a gente sabia que iria vir verdade!", disse.

Último acesso: 19 Jun 2021 - 00:24:30 (1144849).