AnaMaria
Famosos / Saúde Pública

Whindersson Nunes consegue aviões para entrega de cilindros de oxigênio em Manaus

Youtuber se mobilizou junto de outras celebridades para fazer doações aos hospitais locais

Da Redação Publicado em 15/01/2021, às 15h04 - Atualizado às 15h04

Whindersson Nunes consegue aviões para entrega de cilindros de oxigênio em Manaus - Reprodução/Instagram
Whindersson Nunes consegue aviões para entrega de cilindros de oxigênio em Manaus - Reprodução/Instagram

Whindersson Nunes surgiu nas redes sociais para dividir mais atualizações da mobilização das celebridades na doação dos cilindros de oxigênio para os hospitais de Manaus. 

Na sua conta oficial do Twitter, o humorista contou, nesta sexta-feira (15), que conseguiu três aviões para realizarem a entrega dos cilindros na região. 

"Mobilizando três aviões pra levar equipamentos hospitalares e 50 aparelhos BIPAP (ventilador pulmonar), já que não podemos transportar cilindros! Indo primeiro aos hospitais pequenos! Vai dar certo! Vamos em busca das possibilidades!", explicou. 

O comediante também relatou que o DJ Alok e a dupla sertaneja Jorge e Mateus estão diretamente envolvidos com o projeto. 

"Galera, meu irmão Marcos, que mora em Manaus, vai cuidar de distribuir nos hospitais pequenos e nos interiores, que também estão precisando! Ele está em contato com a galera das doações lá! Jorge e Mateus e Alok entraram pesado na doação, vai acontecer", disse. 

E ainda acrescentou: "Quando a merda já está feita, o foco tem que ser em reduzir danos, vamos atrás de mais aparelhos ventiladores pulmonares individuais, mesmo que seja individual, uma vida é uma vida, né?". 

Vale lembrar que o sistema de saúde de Manaus acabou entrando em colapso recentemente, depois que o estoque de cilindros de oxigênio, utilizados em pacientes que se encontram internados com Covid-19, havia acabado. 

URGÊNCIA
Por conta do avanço dos casos do novo coronavírus, Manaus tem passado por uma crise sem precedentes, com recordes de internações e unidades de saúde sem oxigênio. 


O Amazonas está sendo obrigado a enviar pacientes para outros estados e, para tentar diminuir a propagação do vírus, o governo estadual resolveu proibir a circulação de pessoas entre 19h e 6h na capital.

A média de mortes cresceu 183% no estado somente nos últimos 7 dias. Já o número de internações pela doença em Manaus chegou a 2.221, contando do primeiro dia do ano até a última quarta-feira (12).

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, esteve no estado nesta semana e afirmou que Manaus deve ser considerada como "prioridade nacional neste momento".