AnaMaria
Mágicas na Cozinha / Alimentação

Molho, extrato ou tomate pelado? Conheça as vantagens de cada versão

Conheça as diferenças e vantagens entre molho, extrato ou tomate pelado

Karla Precioso Publicado em 28/12/2019, às 14h00

Entenda os vários tipos de atomatados, suas características e benefícios para a saúde - Banco de Imagem/Getty Images
Entenda os vários tipos de atomatados, suas características e benefícios para a saúde - Banco de Imagem/Getty Images

A prateleira de atomatados de qualquer supermercado oferece tantas opções que, muitas vezes, ficamos confusas sobre qual produto levar para casa

E os questionamentos não terminam aí: em quais receitas devem entrar o tomate pelado, o extrato ou o molho de tomate pronto? E qual a diferença entre o molho e a passata de tomates? 

Independentemente de qual for a opção, a engenheira de alimentos e presidente da Associação Brasileira de Embalagens de Aço (Abeaço), Thais Fagury, ressalta que, de forma geral, os atomatados embalados em lata de aço são saudáveis e podem ser consumidos tranquilamente. 

“Essas embalagens preservam bem os nutrientes sem a necessidade de adição de conservantes químicos”, explica a especialista. 

O segredo para a saúde e o sabor dos atomatados em lata é que os vegetais costumam ser colhidos durante o período de safra, ou seja, no auge da sua qualidade. Isso garante o sabor e a riqueza de nutrientes. 

Tem mais vantagens: os tomates enlatados são ricos em vitamina C, pois, como o aço impede a entrada da luz e oxigênio, a vitamina fica preservada. Eles também contêm licopeno, nutriente que combate os radicais livres e protege contra o câncer. 

“Estudos demonstram que o cozimento aumenta a biodisponibilidade do licopeno. Fora isso, a lata preserva 100% o nutriente – o que é uma vantagem na comparação com o tomate in natura”, destaca Thais. 

Entenda os vários tipos de atomatados, suas características e benefícios para a saúde. 

TOMATE PELADO 
Embora mais caro, é o produto que apresenta o fruto da forma mais natural. Após a colheita, os tomates são higienizados e embalados nas latas, junto com um pouco de suco de tomate. Por isso, são considerados produtos minimamente processados. 

Após fechadas, as embalagens são ‘cozidas’ em uma autoclave (aparelho esterilizador), o que preserva todo o sabor e nutrientes, sem necessidade de adição de conservantes químicos. Os únicos conservantes utilizados são os ácidos cítrico ou ascórbico, também presentes naturalmente no fruto. Curinga na cozinha, ele pode ser usado em qualquer preparação à base de tomate. O prazo de validade médio é de dois anos.

EXTRATO 
Versão mais popular de atomatado, é uma forma concentrada feita com a polpa de tomates bem maduros, rendendo um produto com bastante cor. A ele são acrescentados um pouco de sal e açúcar, para dar equilíbrio ao sabor. 

Como esses ingredientes não entram em grande quantidade e o extrato ainda deve ser diluído ao entrar nas receitas, também é considerado uma opção saudável na cozinha. Use-o em molhos ou para dar cor a um prato, como o estrogonofe. O prazo de validade é de 18 meses (lata) e 1 ano (sachê).

POLPA 
Opção para quem não abre mão de fazer o próprio tempero, mas procura algo prático, que permita o preparo direto, sem diluição. É preparada com a polpa do tomate, sem pele e sem sementes, e leva somente açúcar e sal em sua composição. Serve como ingrediente para o preparo de uma infinidade de receitas. Validade: três meses.

PASSATA 
É a polpa de tomate cozida, sem a pele ou sementes. É uma ótima opção para quem quer um molho com um sabor bem natural, pois tem a consistência do molho, porém sem a adição de outros ingredientes. Basta acrescentar a um refogado e temperar com ervas aromáticas, por exemplo. Assim como o tomate pelado, a passata não tem a adição de conservantes químicos. Prazo de validade: 18 meses. 

MOLHO DE TOMATE 
Já pronto para a utilização, é a forma mais processada do tomate em lata. Basta aquecer para servir. É mais líquido do que o extrato e costuma ter a adição de sal, especiarias ou ervas, como cebola, alho, orégano ou manjericão. Além disso, a concentração de tomates, dependendo da marca, também pode ser bem menor. 

Embora também possa ser considerado uma opção saudável, uma vez que a base do molho é o tomate, é bom ficar de olho nos demais ingredientes. Há molhos enriquecidos com azeitonas ou ricotas e outros que contêm aromatizantes e realçadores de sabor, como o glutamato monossódico. Por isso, ao escolher o molho de tomate, verifique sempre a lista de ingredientes. 

Dê preferência aos produtos enlatados ou em vidros com tampas de aço. São um pouco mais caros, mas, por serem hermeticamente envasados, não necessitam da adição de conservantes químicos. O prazo de validade varia conforme os ingredientes, mas os embalados em latas de aço costumam durar 24 meses.

O TOMATE E SEUS BENEFÍCIOS 
O fruto estimula a secreção gástrica e a ação depurativa do sangue, auxiliando no tratamento de pele, gota, reumatismo e prisão de ventre. 
Fortalece os ossos, além de auxiliar no combate a infecções bacterianas e problemas digestivos. 
Previne doenças cardíacas, já que também é uma das fontes alimentares mais ricas em anticoagulantes. 
Rico em licopeno, combate os radicais livres, fortalecendo o sistema imunológico, prevenindo o envelhecimento precoce e protegendo o corpo contra o câncer de mama, próstata e pulmão.

RECEITA
Molho de tomate especial
Ingredientes

  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho espremido 
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 lata de tomate pelado (inteiro ou em pedaços)
  • ½ lata de água (use a lata do tomate como medida)
  • 1 colher (chá) de sal 
  • 1 colher (chá) de orégano seco ou manjericão fresco
  • 1 pitada de pimenta-do- reino 

Modo de Preparo
Refogue a cebola e o alho no azeite. Quando a cebola ficar transparente, acrescente o tomate e a água. Com uma espátula macia, amasse o tomate caso ainda esteja inteiro. Misture bem, junte o sal e cozinhe em fogo baixo, por cerca de dois ou três minutos. Desligue o fogo e adicione o orégano e a pimenta. 

Dica: caso o sabor fique um pouco ácido, acrescente uma pitada de açúcar ou 2 colheres (sopa) de cenoura raladinha.